Zé Ricardo é o melhor de Flamengo 2 x 1 Fluminense.

10
Foto: Amanda Kestelman‏Conta verificada

LANCE:
Invicto e incontestável. Foi assim que o Flamengo encerrou o Campeonato Carioca
de 2017 e conquistou seu 34º título estadual, abrindo três do rival Fluminense.
E o Tricolor foi um duro adversário na final, saiu na frente, com gol de
Henrique Dourado, mas viu as estrelas de Guerrero, Rodinei e Zé Ricardo
brilharem, virar o jogo para 2 a 1, e dar o caneco para o Rubro-Negro. Festa
vermelha e preta no Maracanã.

VEJA AS
ATUAÇÕES:
FLAMENGO
7,5
Alex
Muralha
Não teve culpa no lance do gol de Henrique
Dourado. No mais, mostrou segurança nas bolas aéreas, motivo de muitas críticas
nos últimos jogos.
7,5
Pará
Muita correria como sempre. Aplicado tanto na
marcação quanto no  apoio desde o início.
Teve mérito juntamente com os seus companheiros.
7,5
Réver
Ficou plantado na pequena área rubro-negra no
lance do gol tricolor. Melhorou no 2 tempo. Foi dele a cabeçada que gerou o gol
de Guerrero.
7,0
Rafael
Vaz
Vaiado pela torcida rubro-negra após cobrar
muito mal uma falta. Ao lado de Réver, teve muito trabalho nas bolas aéreas com
Dourado.
7,5
Renê
Quase marcou um golaço no primeiro tempo ao
concluir a gol rebote dado por Lucas. Apoiou bastante o ataque.
7,5
Márcio
Araújo
Exerceu em grande parte do jogo a função de
terceiro zagueiro por ter que recuar para dar qualidade à saída de bola da
defesa rubro-negra.
6,5
Willian
Arão
Ao lado do peruano Trauco, comandou as ações
no meio de campo. Esbarrou em Wendel e na sólida defesa tricolor até o gol de
Guerrero.
7,0
Trauco
Muita movimentação em campo. Chamou a
responsabilidade na criação de jogadas, mas cansou e acabou substituído na
etapa final.
7,0
Berrío
Correria habitual pelos dois lados do campo.
Deu muito trabalho para os laterais do Flu, em duelo equilibrado. Poderia ter
finalizado mais.
8,0
Guerrero
O herói do título rubro-negro. Sua atuação
estava aquém do esperado. Mas o artilheiro mostrou ter estrela e de novo foi
protagonista.
7,0
Éverton
A exemplo dos companheiros, mostrou
disposição e a velocidade habitual. Obrigou Cavalieri a fazer ótima defesa no
primeiro tempo. Nos minutos finais, acabou substituído por Juan.
6,0
Gabriel
Entrou no lugar de Berrío no segundo tempo e
manteve em campo a correria do seu antecessor. Mas o suficiente para incomodar
a defesa.
8,0
Rodinei
Substituiu Trauco aos 16 minutos do 2tempo. O
que se viu em campo foi muita garra até ser premiado com o gol da virada
rubro-negra.
Juan
Entrou nos minutos finais para ajudar no
setor defensivo e quase não tocou na bola.
8,5

Ricardo
Sereno até demais durante a primeira etapa,
teve mérito ao acreditar em Guerrero, que fazia partida fraca até então. O
peruano fez o gol do título.
FLUMINENSE
5,5
Diego
Cavalieri
Realizou defesaça após chute de Éverton. Mas
falhou ao dar rebote para o gol de Guerrero. Foi expulso ao fazer falta fora da
área no fim do jogo.
6,0
Lucas
Teve muito trabalho para conter os avanços do
ataque rubro-negro, ora com Éverton, ora com Berrío. Limitou-se a defender.
7,5
Renato
Chaves
Teve boa atuação. Fez bom enfrentamento com
Guerrero. Desarmou de forma perfeita o rival em três lances.
5,5
Henrique
Cometeu alguns erros na saída de bola.
Participou do lance capital do jogo no lance do gol de Guerrero. Reclamou de
falta do zagueiro Réver.
7,0
Léo
Teve mérito ao desviar de cabeça a bola no
lance que originou o gol do Ceifador. Travou disputa incessante com Berrío
desde o início.
6,0
Orejuela
Não estava 100% fisicamente. Discreto para
uma final de campeonato. Teve trabalho no meio de campo. Acabou o jogo
defendendo o gol do Flu.
7,0
Wendel
O jovem volante mostrou a disposição de
sempre e calma em seu setor. Com atuação segura, foi um dos principais
jogadores do Flu.
7,0
Sornoza
O responsável pelas cobranças de bola parada.
Foi assim no escanteio  que resultou no
gol do Ceifador. Foi o cérebro do time de Abel.
5,0
Richarlison
Apagadíssimo, praticamente não incomodou o
setor defensivo adversário. Acabou substituído por Pedro no fim da partida.
7,5
Henrique
Dourado
Mostrou oportunismo ao aparecer na 2 trave
para cabecear no cantinho de Muralha. Participativo, incomodou demais a dupla
de zaga do Fla.
5,5
Wellington
Silva
Mostrou nervosismo. Muita correria pelas
laterais, mas pouco conseguiu criar na 1 etapa. Cobrou lateral em cima de Vaz e
recebeu cartão.
5,5
Maranhão
Entrou no lugar de Wellington Silva em uma
clara tentativa de Abel Braga em proteger o sistema defensivo de sua equipe.
Não adiantou.
Pedro
Entrou apenas nos minutos finais. Não teve
tempo para ajudar o time que, na ocasião, precisava de mais um gol para ter
melhor sorte.
Marcos
Junior
A exemplo de pedro, também entrou nos minutos
finais para tentar mudar a história do confronto. Mas não teve tempo para fazer
nada.
7,0
Abel
Braga
Treinou
exaustivamente a jogada que originou lance do gol de Dourado. Mas viu seu time
sucumbir diante da pressão rubro-negra durante o jogo.

COMENTÁRIOS: