Zico lista erros de Zé Ricardo em eliminação do Flamengo.

29
Foto: AFP

SUPER
ESPORTES
: Em Brasília para ministrar, nesta quarta-feira (18/5), a palestra Uma
noite nota 10 com Zico e para o lançamento do projeto Calanguinho, às 20h, no
Centro de Convenções, Arthur Antunes Coimbra, o Zico, comentou em entrevista ao
Correio a eliminação do Flamengo da Copa Libertadores da América diante do San
Lorenzo. Na noite de quarta-feira, o rubro-negro perdeu por 2 x 1 para o time
argentino e caiu pela quinta vez na primeira fase da competição continental.

“Foi
a única partida em que o Flamengo jogou um tempo inteiro mal. Era o único que
não poderia ser assim. Eu falo porque vi os cinco jogos. Em três, eu fui ao
Maracanã. O Flamengo desperdiçou a chance de ganhar pelo menos um ponto,
principalmente com a Universidad Católica, que era a mais fraca do grupo. Só
tem a opção daquele centroavante (Santiago Silva) e o Flamengo levou dois gols
dele, um dentro e um fora. Na Libertadores, você tem que ganhar três pontos em
casa e colher um fora. Às vezes, com 9, pode classificar, como o Santos, mas
com 9 e mais um está classificado em qualquer circunstância”, calculou.
O
Galinho defende a permanência de Zé Ricardo, mas cornetou o treinador
rubro-negro. 

“As alterações que foram feitas deram a impressão ao time que
era para segurar o resultado. Insitintivamente o jogador faz. Todo mundo foi
para trás. Abdicou de jogar. O Berrío não estava bem, mas é uma opção de
ataque. Você está apertado mete uma bola nele. Quando o Berrío saiu acabou.
Ficou só o Guerrero e ninguém chegava”, atacou.

O
posicionamento do time também assustou Zico. 

“O Matheus Sávio entrou e
ficou de lateral. O Zé Ricardo pode não ter falado nada, mas deu a impressão de
que o time deveria segurar aquele resultado. Com 45 minutos, não pode. O time
terminou com três zagueiros (Rever, Rafael Vaz e Juan) e três volantes (Marcio
Araújo, Willian Arão e Rômulo). Entrou o Juan ali naquele momento. No segundo
gol, a falta foi na direita da defesa e o Trauco estava na barreira. Eu não
entendi nada. O Trauco é lateral-esquerdo. O que ele fazia na barreira do lado
direito e o Matheus Sávio dentro da área? A bola sobra aos 47 e tem um cara
livre dentro da área! Ali é hora de juntar tudo. O Flamengo não atentou para o
fato de o outro time (San Lorenzo) e estar desesperado, eliminado, para
usufruir do contra-ataque”.

Sobre
a situação de Zé Ricardo, Zico opinou. 

“Não acho que deve trocar o
técnico. O cara só melhora com as coisas acontecendo. Na final (do Carioca,
contra o Fluminense), ele fez duas mudanças e disseram que deu nó tático. Foi
uma pena que não deu certo no momento que tinha que dar, né. Eu acho que não
era necessário fazer as alterações, a não ser que alguém tenha pedido. O
Flamengo não estava sendo dominado. Quando mudou, passou a ser dominado. Por
quê? O Gabriel não é velocista. O Rômulo é um cara que marca, puxou o time para
trás. Só tinha o Everton”, reclamou.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here