Bandeira pede desculpas à torcida do Flamengo: “Vou me controlar”

16
Eduardo Bandeira de Mello, Presidente do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

EXTRA
GLOBO
: O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, roubou a cena neste
domingo, na Ressacada, ao mandar uma “banana” em direção a um torcedor
rubro-negro. Nesta segunda-feira, em entrevista, ele explicou toda a situação e
pediu desculpas.

“Antes
de tudo, eu sou torcedor do Flamengo, antes de ser presidente. Em 2019,
inclusive, vou voltar para a arquibancada. Então eu jamais daria uma banana
para a torcida do Flamengo, estaria dando para mim mesmo. Acontece que um
torcedor estava portando uma faixa hostilizando o Rodrigo Caetano, chamando ele
de 171… com a faixa na minha direção… fiz o sinal de negativo pra ele e aí
ele se descontrolou e começou a me ofender e aí realmente tive uma reação que
não deveria ter tido. Mas que a gente muitas vezes não consegue evitar”, disse
Bandeira.
“Tinha
acontecido comigo no jogo da Ponte Preta ano passado também. Acabei de tendo
uma reação indesejada. O sangue sobe e a gente acaba tendo uma reação que não
seria quela esperada de um presidente do Flamengo. Se alguém se sentiu
ofendido, eu peço minhas sinceras desculpas. Reconheço que não faz parte da
liturgia do cargo do presidente, ficar dando banana para o torcedor no estádio.
A minha origem de arquibancada me faz pisar na bola de vez em quando. Vou
tentar me controlar. Muito antes do presidente, quem está falando aqui é o
torcedor”, acrescentou.
A
revolta da torcida do Flamengo se dá principalmente pelos últimos resultados do
time na temporada. Após ser eliminado de forma precoce na Libertadores, o
Rubro-negro faz um péssimo Campeonato Brasileiro.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here