Flamengo vendeu 7,2 mil pacotes de ingressos para três jogos.

8
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

GLOBO ESPORTE: Para o
primeiro jogo na Ilha, os 13 mil pagantes – com estimativa do Fla de 90%
comprados por sócios torcedores, mas abaixo dos 16 mil ingressos colocados à
venda – ficaram abaixo do esperado, até pela expectativa para uma estreia numa
casa nova, com alto investimento do Flamengo. Parte da resposta estava
estampada na faixa “abaixem os ingressos” na arquibancada. Para o Rubro-Negro,
outros fatores influenciaram: momento crítico do time; viagens de feriado e até
certo desconhecimento do que encontrar na Ilha. Porém, o diretor de novos
negócios do Flamengo, Marcelo Frazão, falou em avaliação após a sequência dos
três primeiros jogos previstos na Ilha do Urubu – além da Ponte, o Flamengo
joga contra a Chapecoense e o São Paulo na Ilha. Para os três jogos, vendeu
cerca de 7.200 pacotes.

– A
precificação de ingressos no Maracanã é situação mais complexa. A gente fala de
ingresso mais barato para o não sócio a R$ 160, mas olha o borderô e vê que 80%
não pagaram o preço cheio. O pacote de três teve resultado positivo. Vendemos
7.200 para os três jogos. O que mostra interesse de torcedores. A partir daí
abrimos a venda para não sócios. Para esses três jogos temos preços definidos.
Após os três jogos vamos fazer avaliação de como vamos tratar os preços, se
vamos fazer novos pacotes – disse Frazão.
O
dirigente rubro-negro ressaltou que o alto número de sócios torcedores (quase
100 mil) implica para que a dinâmica procura versus demanda fique a favor do
Flamengo na Ilha, ao contrário do que acontecia no Maracanã.
– Na
Ilha, temos escassez de ingressos. Enquanto no Maracanã, dificilmente
conseguíamos acabar com o total de entradas. Mas pelo público que tivemos o
resultado é mais positivo aqui na Ilha do que no Maracanã. A Ilha vai ser mais
competitiva nesse ponto (financeiro) – afirmou o dirigente.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here