Muralha vira símbolo de má fase do Flamengo.

20
Alex Muralha – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

UOL: Sem
confiança em Paulo Victor, o Flamengo decidiu investir em um goleiro.
Desembolsou R$ 2 milhões em Alex Muralha, que se revezou por alguns jogos com o
companheiro até ganhar a vaga de vez. O investimento parecia ter dado resultado
tanto que o jogador foi convocado para a seleção brasileira por Tite. O
problema é que muita coisa mudou desde aquele 16 de setembro de 2016. Hoje,
Muralha é questionado pela torcida e deve perder vaga para o jovem Thiago na
partida contra o Avaí, na Ressacada, em Florianópolis.

Muralha
teve início no Flamengo com boas atuações. Ganhou a vaga de Paulo Victor, que
não gostou de ficar no banco de reservas e se transferiu para o
Gaziantepspor-TUR – ele levou calote na Turquia e deve voltar ao Rubro-negro. A
fase do time ajudou. Após a chegada de Zé Ricardo, o goleiro se firmou e foi um
dos grandes nomes na campanha do último Campeonato Brasileiro.
A
disputa pelo título do Brasileiro e, claro, as boas atuações reservaram a
Muralha uma vaga na lista do técnico Tite. Foi convocado contra Bolívia,
Venezuela, Argentina e Peru, além do amistoso contra a Colômbia, no Engenhão,
em homenagem às vítimas do acidente da Chapecoense. O goleiro do Flamengo
sequer entrou em campo.
De
acordo apuração do UOL Esporte, os treinos de Muralha na seleção não agradavam
ao treinador de goleiros Taffarel. O rubro-negro sempre esteve abaixo de
Alisson (Roma-ITA) e Weverton (Atlético-PR). Tudo indicava que o tempo entre os
melhores do país seria curto. Hoje Tite Diego Alves (Valência-ESP), Ederson
(Benfica-POR) e o próprio Weverton.
Em
coletiva de imprensa, na época, Tite deixou claro que as atuações do goleiro
tinham ligação com a boa fase do Flamengo, que lutava pelo título.
“Ele
vem fazendo um grande campeonato, como já fez no Figueirense. São dois anos
mantendo um padrão de atuação. Merece a convocação. A fase do Flamengo ajuda. O
jogo que vimos contra o Palmeiras, a defesa no lance decisivo com o Gabriel
Jesus… Tudo isso conta”, disse na oportunidade.
Após
período na seleção brasileira, Muralha deu sequência ao trabalho no Flamengo,
mas não manteve as boas atuações. Pelo contrário. Passou a transmitir
insegurança e falhou em alguns lances no início de temporada. A cada jogo o
relacionamento com a torcida ficava mais abalado.
Vários
erros foram minando Muralha. A eliminação do Flamengo da Libertadores pesou
bastante. O fato de jogar mal com os pés e não ter uma boa saída de gol também.
Mas a paciência acabou de vez após a derrota para o Sport na última
quarta-feira, quando foi o responsável direto pelo primeiro gol do adversário.
Tanto que deverá ser barrado por Thiago neste domingo.
Na
última quinta-feira, torcedores fizeram protesto no Ninho do Urubu e o
principal alvo era o camisa 38. Rubro-negros arremessaram no goleiro, mas
acertaram carro de outro atleta. Até Rafael Vaz e Márcio Araújo foram deixados
de lados, tamanha a ira contra Muralha.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here