Negueba descarta comemorar gol contra o Flamengo.

15
Foto: Fabio Leoni/ PontePress

GLOBO
ESPORTE
: Se a “Lei do Ex” não poderá ser aplicada por Emerson Sheik
no duelo entre Flamengo e Ponte Preta, nesta quarta-feira, seu substituto
também se encaixa no perfil. A primeira oportunidade de Negueba como titular da
Macaca será justamente contra o clube que o revelou para o futebol.

A
gratidão pelo Rubro-negro carioca faz o atacante descartar comemorar se marcar
na Ilha do Urubu. A bola rola às 21h, pela sétima rodada do Brasileirão.
– No
futebol não tem como escolher jogo. Posso estrear como titular contra o
Flamengo, que me revelou. Tenho total gratidão pelo clube. É um gosto especial
enfrentá-lo, pois fui criado lá. Mas estou vestindo a camisa da Ponte e espero
ajudar a Ponte. Mas contra o Flamengo, não comemoro – disse o jogador, que
estreou pela Macaca ao entrar no segundo tempo da vitória por 3 a 2 sobre a
Chapecoense, no último domingo, e agora é o favorito para ficar com a vaga de
Sheik, vetado pelo departamento médico após apresentar um desconforto muscular.
Aos 25
anos, Negueba conhece bem o Flamengo. Afinal, foram quase sete anos de casa.
Por isso, está preparado para a pressão que a Ponte encontrará na Ilha do
Urubu. Além do fato de ser a estreia do time na “nova casa”, existe a
situação dos cariocas na tabela.
Com um
dos elencos mais badalados do Brasil, o Flamengo aparece à beira da degola, com
sete pontos, sem vencer há quatro jogos, com o técnico Zé Ricardo na berlinda.

Jogar contra o Flamengo é pressão em qualquer lugar. Se jogasse no Maracanã, a
torcida também compareceria em peso. Mas nossa equipe está focada no objetivo,
que é conquistar três pontos – comentou o atacante.
Até
pela necessidade do Flamengo de sair para o jogo em busca do resultado, Negueba
é aposta do técnico Gilson Kleina para substituir Sheik por conta da
velocidade. Além dele, a entrada de Kadu, no lugar do também vetado Rodrigo, e
o retorno de Elton, para a saída de Wendel, são as outras novidades no titular.

– A
velocidade é uma arma que podemos utilizar, sim. É um time que gosta de ficar
com a bola e dá algumas brechas, fica exposto – completou o atacante, que
também já passou por São Paulo, Coritiba, Grêmio e Atlético-GO, mas ainda sem
grande destaque.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here