Perda de comando escancara crise no Flamengo.

14
Zé Ricardo, Cafu e Juan – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

UOL: Zé
Ricardo vive situação desconfortável no Flamengo. A permanência do técnico no
comando do time é uma incógnita e depende de sequência consistente de bons
resultados. O panorama é desfavorável desde a eliminação na Copa Libertadores,
conforme noticiado pelo UOL Esporte. No entanto, a diretoria deu um “voto
de confiança” cada vez mais desgastado pelas performances recentes.

A
convicção no trabalho de Zé Ricardo já não é a mesma. O Rubro-negro não
engrenou desde que caiu na fase de grupos na principal competição Sul-Americana
e preocupa os dirigentes para a sequência da temporada. É necessária uma
resposta rápida para que o panorama no Campeonato Brasileiro não se torne
extremamente desfavorável ainda no início.
Na
última quinta-feira (8), os principais integrantes da diretoria se reuniram com
o treinador. O encontro foi marcado por cobranças direcionadas ao desempenho da
equipe e também de alguns atletas pressionados pela torcida e que vivem má
fase, caso principal do goleiro Alex Muralha. O time terá mudanças para os
próximos compromissos.
Foi
reforçada a necessidade de reação imediata para a continuidade de 2017. O jogo
contra o Avaí, domingo (11), em Florianópolis, é fundamental no processo. Em
caso de derrota, Zé Ricardo terá um ambiente ainda mais desfavorável para
seguir no cargo, já que perde o apoio dos torcedores a cada rodada.
A
insistência com jogadores criticados pela torcida e a demora em mudar o time
nos jogos são alguns dos pontos que incomodam nos bastidores. A forma como Zé
Ricardo aproveita os jovens também é bastante questionada, já que foi
diagnosticado que a opção pela base não pode ser feita em qualquer compromisso,
principalmente em um momento de crise técnica e ausência de resultados.
É fato
que Zé Ricardo não é mais consenso na Gávea desde a eliminação na Libertadores.
A situação piorou após a classificação sofrida sobre o Atlético-GO na Copa do
Brasil e o rendimento muito aquém do esperado no começo do Brasileirão.
O
presidente Eduardo Bandeira de Mello é defensor da manutenção de Zé Ricardo com
mudanças no time titular e uma tentativa de “choque” para que o
elenco volte a render. Outros dirigentes da administração, no entanto,
acreditam que o trabalho chegou ao limite e querem a substituição no comando.
Mais do que nunca, o técnico do Flamengo depende de resultados para continuar.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here