Pra embalar.

8
Conca e Ederson em treino do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

BOTECO
DO FLA
: Sorin

Ainda
habitando a Terra Média da tabela de classificação, habitat que todos nós
julgávamos ser costume do passado antes da bola efetivamente rolar para a
disputa, o Flamengo entra em campo já pela oitava rodada e ainda em busca de
uma sequência que justifique não só as expectativas como o investimento feito
para a temporada.
Não
estamos sozinhos no quesito Frustração de Começo. O Santos até deu uma
respirada, mas Palmeiras e Atlético-MG continuam com desempenhos também abaixo
do esperado, com o último inclusive frequentando a Zona de Rebaixamento na
manhã desse domingo.
Com a
vitória sobre a Ponte, apesar do futebol assim-assim ainda apresentado, o
Flamengo tem a chance de engatar boa sequência, já que na nona rodada enfrenta
a Chapecoense em nossos novos domínios na Ilha do Urubu.
O
PROVÁVEL time que vai pro jogo, e grifo em Caps Lock porque se o Zé Ricardo já
era meio imprevisível, ficou ainda mais (que bom) após aquela tal reunião com a
Smurfada, é Thiago, Rodinei, Réver, Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Cuéllar,
Diego; Vinícius, Everton e Guerrero. No gol a substituição que a torcida pedia,
no ataque a efetivação que a torcida pedia e, de brinde, uma troca que nem era
muito comentada na lateral. As mudanças já vêm de partidas anteriores. Apesar
de um dos alvos principais da Fla Redes Sociais, Saraújo, continuar intocado
pela meiúca, é forçoso admitir do lado de cá que a nossa “volância”, com
qualquer dos nomes envolvidos entre titulares e reservas, não vem produzindo
bulhufas já faz tempo, o que dá uma “liberdade negativa” pro ZR escalar quem
ele bem entender no momento. De qualquer forma também mexeu por ali, mandando o
Arão pro banco.
Na
zaga já até rolou uma titularidade bem aproveitada pelo Juan. Contudo, a idade
pesa na hora de estabelecer uma rotina domingo-quarta-domingo, que será a
tônica na temporada. Vaz não comprometeu contra a Ponte… Tá… Não quer dizer
muito, dada a extrema irregularidade do cara, mas é o que tem pra hoje. Lá no
final das contas, o mais provável é que a nossa dupla acabe sendo Capitão
Réver, com permanência assegurada até 2019, e o recém contratado Rhodolpho.
Em
resumo… Fora esse, aquele ou aquele outro, mudanças de nomes já foram feitas,
faltando só agora o time voltar a apresentar o futebol competitivo e dedicado
da arrancada de 2016.
Do
lado de lá… Do lado de lá… O fluminenCe vem de três rodadas sem vitória e,
pra “animar” mais o bom trabalho que o Abel vem fazendo, nada menos que oito
(???!!!) jogadores estão no Departamento Médico. Com tanta gente assim no
estaleiro, a falta que a Unimed faz anda sendo sentida na prática na mesma
proporção que dói no bolso a ausência de tão empenhado mecenas, que por anos
acabou mascarando e turbinando as finanças da Fidalguia das Laranjeiras. Ainda
assim, é bem competitivo o tricolor, com Henrique Dourado fazendo gols aos
montes, o retorno do equatoriano Orejuela, a eficiência do Scarpa e,
aparentemente com a cabeça resolvida do Richarlison, após recente polêmica envolvendo
fluminenCe, Palmeiras e um caminhão de dinheiro. Esse último item, artigo em
falta no Laranjal. (Fui repetitivo… Mas é tão bom falar isso… Eh, eh,
eh…).
Juntas
na tabela com os mesmos 10 pontos, as equipes têm tudo para fazer um belo
Clássico no Maracanã. E é bom mesmo que seja jogo digno de um Fla-flu, já que
nesse também digno e correto palco para a realização do mesmo, o futuro
continua indefinido, e a gente nunca sabe se vai ou não ter outro.
PETISCOS
. GEUVÂNIO. No
quesito pistas, o atacante e sua esposa foram bem mais efetivos e claros que as
postagens em redes sociais na época da Novela Éverton Ribeiro. Em recente foto
aparece ao fundo uma bolsa de uma das lojas do Flamengo.
. ADULTO. O
Boteco acertou em sua previsão até conservadora de que o Vinícius Jr iria
alcançar a titularidade antes mesmo da décima rodada. Se atuar bem no Clássico,
carimba de vez a vaga na equipe principal.
. ME DEU CONCA. O
argentino já avisou que não há problemas em comemorar gol marcado contra o seu
ex-clube. Queremos.
. DITADURA EURIQUIANA. A
censura anda tão feia lá pelas bandas de São Janu, que a Guerreiros do
Almirante, a Nação 12 deles, decidiu não ir ao último jogo porque andava
sofrendo ameaças e pressão para não criticar a atual diretoria. A eleição por
lá esse ano vai parecer filme de ditadura nos confins do Terceiro Mundo.
. SÓ DÁ MALUCO. Recebi
um print (obrigado, Daniel Silva) no qual um rubro-negro alerta para que o
Flamengo não atue mais com calções pretos por “pedido do Senhor Tranca Rua das
Almas”. Segundo a mesma postagem, a escolha da cor da parte de baixo do
uniforme definirá o destino entre o Hepta e o Rebaixamento.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here