Alô, Flamengo: um dia Tite também já foi odiado pelos corintianos!

23
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo e Daniel Augusto Jr/Corinthians

BLOG
MILTON NEVES
: Por Marcondes Brito

É
difícil você saber quem é mais odiado pela torcida do Flamengo: o técnico Zé
Ricardo ou o volante Márcio Araújo.
Ontem,
mesmo depois de um empate importante diante do Cruzeiro, fora de casa,
flamenguistas destilaram todo o veneno possível nas redes sociais contra Zé e
Márcio.
MIREM-SE
NO EXEMPLO DE TITE
Recordem-se
que Tite, o mais respeitado técnico brasileiro na atualidade, já passou por
situação semelhante, quando dirigia o Corinthians, em 2010. Depois da
vergonhosa eliminação para o Tolima, na Libertadores, dez entre dez corinthianos
(incluindo torcedor, cartola ou jornalista) pediam a demissão do treinador.
Quem
segurou a onda foi Andrés Sanchez. Outros dirigentes do clube queriam alguém de
“mais peso”, como Dunga ou Felipão. Entenderam, flamenguistas?
Tite
continuou o seu trabalho, ganhou Brasileirão, Copa do Brasil, Libertadores e
Mundial. Quer mais o quê?
A
questão é a seguinte: apesar das críticas, Zé Ricardo foi campeão estadual e
está no G4 do Campeonato Brasileiro. Vem aí o goleiro Diego Alves, que era do
Valência, o maior defensor de pênaltis do futebol europeu na temporada passada.
É um baita reforço.
Além
do mais, a mudança de técnico não garante que o time vai se transformar
imediatamente numa máquina de jogar futebol. O Palmeiras é outro exemplo que
podemos citar aqui. Diziam que Eduardo Baptista não estava à altura do elenco
palmeirense. Chamaram Cuca, campeão de 2016, e as coisas continuaram
rigorosamente do mesmo jeito. Possivelmente o time tenha até piorado…
“Você
entrar numa competição e ser campeão é uma coisa. Entrar numa competição com a
pressão de ser campeão é outra coisa”, lamenta-se Zé Ricardo.
Se
pararem de cornetar, se deixarem Zé Ricardo trabalhar, talvez um dia seja
possível colher frutos.

COMENTÁRIOS: