Berrio e Guerrero são os melhores do Flamengo contra o Santos

14
Jogadores do Flamengo comemorando gol na Vila Belmiro – Foto: Gilvan de Souza

LANCE:
A classificação do Flamengo foi suada. O Rubro-Negro foi derrotado pelo Santos
por 4 a 2, na Vila Belmiro, mas acabou garantindo a vaga, pelo gol qualificado
– já que venceu o Peixe no Rio por 2 a 0. E o grande destaque do time foi o
peruano Guerrero. Com um gol e muita briga, ele foi um dos destaques na
derrota. Pelo lado do Peixe, Copete foi o nome do time com dois gols que quase
confirmaram a classificação. Bruno Henrique também teve destaque. Veja, abaixo,
as notas do confronto.

SANTOS
​6,5
Vanderlei
Não
teve culpa nos gols e ainda salvou o Santos em outras oportunidades, evitando
um resultado pior.
6,0
Victor Ferraz
Marcou
o terceiro gol do time, mas não fez uma partida regular. Errou mais passes que
de costume.
4,0
Lucas Veríssimo
Ficou
vendido no lance do segundo gol ao marcar Everton e Guerrero.
Era
para ter sido expulso no fim.
5,5
David Braz
Travou
um duelo com Guerrero. Apareceu mais discutindo com o camisa 9 do Flamengo
4,5
Jean Mota
Assim
como na partida de ida, sofreu com a velocidade de Berrío. O gol do atacante
flamenguista saiu por trás dele.
5,0
Yuri
Sofreu
com a movimentação de Diego. Não conseguiu parar o meio-campista do Flamengo,
que atuou com liberdade.
6,0
Vecchio
Era a
melhor opção para a saída de bola do time. Conseguiu fazer boas ligações entre
defesa e ataque.
6,5
Lucas Lima
É o
melhor jogador do time. Dos seus pés, saíram as jogadas mais perigosas do Peixe
na partida.
7,5
Copete
Lutou
muito mesmo com o resultado adverso. Subiu mais que todo mundo para marcar o
segundo gol, deu passe para o terceiro e fez o quarto.
7,0
Bruno Henrique
Foi o
jogador mais perigoso do Santos na partida. Não se omitiu em nenhum momento e
marcou um golaço.
5,0
Ricardo Oliveira
Em seu
retorno após longo tempo fora, foi pouco efetivo, já que não recebeu muitas
bolas.
5,5
Rafael Longuine
Teve
uma ótima oportunidade de gol, mas finalizou mal e facilitou a defesa de
Muralha.
5,0
Vladimir Hernández
Entrou
para dar mais movimentação ao ataque santista, mas pouco apareceu no jogo.
Léo Cittadini
Teve
pouco tempo para mostrar qualquer futebol.
6,0
Levir Culpi
O gol
sofrido logo no início do jogo prejudicou a estratégia. O time até esboçou
reação no segundo, mas não virou. Valeu pela luta.
FLAMENGO
​4,5
Alex Muralha
Vacilou
no segundo e também no quarto gol do Santos. Voltou mal ao time e demonstrou
insegurança em algumas jogadas.
5,5
Pará
Deixou
espaços na lateral, onde Bruno Henrique levou mais perigo. Tentou ajudar no
ataque, mas não conseguiu ser muito útil.
5,5
Réver
Fez um
bom primeiro tempo, mas vacilou na marcação após o intervalo. Definitivamente,
a zaga rubro-negra não vive um bom momento.
4,5
Rafael Vaz
Vacilou
feio na jogada que deu origem ao segundo gol do Santos. Além disso, foi
facilmente dominado por Copete no quarto gol do Peixe.
5,5
Trauco
Enquanto
Pará apareceu mais no ataque, Trauco ficou recuado na maior parte do tempo.
Como titular do Flamengo, precisa fazer mais.
5,0
Márcio Araújo
Cochilou
no terceiro gol do Santos. Não está em boa fase. Como já é muito criticado,
naturalmente vira alvo dos rubro-negros.
6,0
Cuéllar
Teve
uma atuação regular e foi importante com alguns desarmes. Vem mantendo bom
rendimento no time titular.
6,0
Diego
Deu
uma linda assistência para o gol de Berrío e fez um bom primeiro tempo, mas
sumiu na segunda etapa. Com o Fla recuado, pouco fez.
6,5
Berrío
Mostrou
frieza para colocar o Flamengo em vantagem no primeiro tempo. Ajudou no que
pôde, mas depois caiu de rendimento.
6,5
Everton
Deu
velocidade ao time em alguns lances e deixou Guerrero em ótima condição para
fazer o gol. Foi o melhor do Fla no segundo tempo.
6,5
Guerrero
Desperdiçou
algumas chances, mas fez um gol importante. Tem que se ligar com as reclamações
exageradas. Não é a primeira vez.
6,0
Rodinei
Deu um
pouco mais de fôlego ao Flamengo, contudo faltou eficácia. Puxou alguns
contra-ataques na ponta direita e segurou a bola.
5,5
Gabriel
Há um
bom tempo sem jogar, carece de mais ritmo de jogo. Buscou ajudar como pôde,
quando Everton já se mostrava cansado em campo.
William Arão
Entrou
nos acréscimos e não teve tempo para mostrar serviço contra o Santos. Por isso,
fica sem nota nesta partida.
5,0
Zé Ricardo
O Fla
fez um bom primeiro tempo, mas sofreu quatro gols e correu riscos
desnecessariamente. É hora de rever a escalação e fazer mudanças.

COMENTÁRIOS: