Cuca vê Flamengo “muito melhor” e com chances de matar o jogo

17
Cuca, técnico do Palmeiras – Foto: Divulgação

GAZETA
ESPORTIVA
: Ainda em busca da formação ideal, o técnico Cuca fez experiências
durante o jogo contra o Flamengo, disputado na noite desta quarta-feira. Ao
final da partida, encerrada com empate por 2 a 2 na Ilha do Urubu, o
palmeirense admitiu o primeiro tempo abaixo do esperado e aceitou o resultado,
considerado justo.

O
Flamengo inaugurou o marcador com Pará logo nos primeiros minutos e dominou o
Palmeiras até sofrer o gol de Willian. Animado pelo empate, o time visitante
chegou a virar por meio de Roger Guedes, mas sofreu o segundo de Paolo Guerrero
logo em seguida.
“Fizemos
algumas coisas diferentes no primeiro tempo, como o Michel Bastos na lateral e
o Bruno Henrique e o Tchê Tchê sem aquele volante pegador para termos uma
condição de jogo. Foi ruim, muito ruim. Tudo”, admitiu Cuca, apesar dos
gols de Willian e Roger Guedes.
“Fizemos
dois gols, mas não podemos nos iludir. Foram dois gols, nas duas chances que
tivemos. O Flamengo foi muito melhor no primeiro tempo. Se faz 2 a 0, mata o
jogo. E teve chances para fazer, muitas”, acrescentou o comandante da
equipe alviverde.
Cuca
voltou para o intervalo com Thiago Santos no lugar de Bruno Henrique e também
mexeu nos jogadores que já estavam em campo. Satisfeito com a nova formação,
ele destacou que o número de oportunidades criadas pelo Flamengo diminuiu,
enquanto o Palmeiras passou a assustar.
“Estabilizamos
com o Thiago, passamos o Michel para a ponta esquerda e o Zé para a lateral,
com um cobrindo o outro. Encaixou muito bem o sistema defensivo. O Flamengo
teve o pênalti e mais um chute do Trauco de fora da área. Já nós criamos
quatro, cinco chances e não fomos felizes”, disse Cuca.
Durante
o segundo tempo, Michel Bastos cometeu pênalti claro sobre Geuvânio. Na
cobrança, o meia Diego bateu no canto esquerdo do goleiro e viu Jailson,
substituto de Fernando Prass, defender. Na visão de Cuca, o empate por 2 a 2 na
Ilha do Urubu ficou de bom tamanho.
“O
Flamengo podia ter convertido o pênalti e nós, uma das quatro, cinco chances.
Acho que acabou justo. Não é o que a gente queria, mas é um resultado que, fora
de casa, contra um Flamengo empolgado em um clássico por tudo que se criou no
ano passado, não é um resultado ruim”, analisou.

COMENTÁRIOS: