Diego Alves chega para preencher lacuna no Flamengo

22
Diego Alves cumprimentando Berrio em sua chegada ao Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

LANCE:
Aos 32 anos e com fama de pegador de pênaltis, Diego Alves chega cercado de
grandes expectativas no Flamengo. O goleiro quer se firmar na Seleção
Brasileira e aceitou o desafio de voltar ao Brasil para defender o clube mais
popular do país. O casamento entre as partes foi natural e uniu o útil ao
agradável, uma vez que o Rubro-Negro carece de maior segurança debaixo da
baliza.

O time
da Gávea tem, atualmente, Thiago, de 21 anos, como titular. O garoto assumiu
esta condição após falhas de Alex Muralha. Mesmo sendo formado nas categorias
de base do Rubro-Negro, o jovem defensor recebeu algumas críticas ao demonstrar
insegurança e cometer algumas falhas.
A
longa experiência de Diego Alves na Europa – dez anos – é um ótimo cartão de
visitas. Lá, ele defendeu três pênaltis do astro Cristiano Ronaldo e também
parou o argentino Messi na marca da cal. As boas apresentações na Espanha
renderam 21 convocações ao goleiro na Seleção Brasileira.
Assim
como o interesse do Flamengo em Diego Alves se deu de maneira quase
“natural”, o Valencia viu a negociação com bons olhos. O clube
espanhol contratou outro goleiro brasileiro recentemente: Neto, que era reserva
de Buffon na Juventus. Na última temporada, o agora arqueiro rubro-negro foi
titular em apenas 20 partidas.
Diego
Alves é o nono reforço do clube da Gávea em 2017. Antes dele, chegaram
Geuvânio, Conca, Trauco, Romulo, Everton Ribeiro, Berrío, Rhodolfo e Renê. Como
a diretoria rubro-negra investiu pesado nas contratações, a pressão por títulos
é grande. O Flamengo foi campeão Carioca, mas a eliminação precoce na
Libertadores abriu uma ferida que pode ser curada com uma conquista grandiosa,
como o Brasileiro ou a Copa do Brasil.
No
Brasil, Diego Alves teve a experiência num time grande no Atlético-MG, onde se
destacou com boas defesas ainda jovem. Ele foi revelado pelo Botafogo de
Ribeirão Preto, de São Paulo.

COMENTÁRIOS: