Diego cai de rendimento no Flamengo

25
Meia Diego, do Flamengo,sofrendo falta contra o Cruzeiro – Foto: Pedro Vilela/Getty Images

GOAL: Que
a importância de Diego é inquestionável isso não há dúvidas. Um dos principais
jogadores do Flamengo desde julho de 2016, o meia caiu rapidamente no gosto da
torcida graças a sua qualidade técnica, liderança e vontade. No entanto, o
jogador não atravessa a sua melhor fase na Gávea.

A
reação da equipe no Brasileirão tem esbarrado nos gols perdidos do jogador. Sem
perder há quatro jogos na competição, com uma vitória e três empates, Diego
teve grandes chances em duas das partidas que terminaram em igualdade. Contra
Palmeiras e Corinthians, o meia desperdiçou gols que poderiam ter dado os três
pontos para o clube, e uma parte dos torcedores já começam a perder a
paciência.
A
primeira grande chance foi contra o Verdão, na Ilha do Urubu, pela 15ª rodada.
Após abrir o placar, sofrer a virada e chegar ao empate em 2 a 2, Geuvânio
sofreu pênalti e viu Jaílson defender a cobrança de Diego.
Já no
empate contra o Corinthians em 1 a 1, no último domingo (30), o meia recebeu
dentro da área sozinho e, ao tentar tirar de Cássio, mandou por cima do
travessão.
“Apesar
da bola ter quicado, foi uma oportunidade que não é normal perder. Sem dúvidas
são oportunidades que devem ser aproveitadas, como já aproveitei tantas. Apesar
de saber que uma hora vamos falhar, é difícil de digerir. Próximo jogo estarei
ali novamente para tentar e, se Deus quiser, acertar. Como tenho feito, muito
mais acertos do que erros”, afirmou após o apito final.
O
momento que Diego atravessa é preocupante uma vez que o Flamengo precisava
somar o máximo de pontos nos duelos decisivos que teve pela frente. No entanto,
não há possibilidade do técnico Zé Ricardo sacá-lo da equipe.
Pelo
jogador que é, o meia pode decidir uma partida a qualquer momento. Contra o
Corinthians, registrou 91% de precisão nos passes e assistiu nos dois gols do
duelo. E apesar dos erros decisivos recentemente, Diego conta com a confiança
do grupo e do treinador.
Agora,
a torcida é que ele volte a ser decisivo na próxima quarta-feira (2), quando a
equipe visita o Santos, às 21h45 (horário de Brasília), pela 18ª rodada do
Brasileirão.

COMENTÁRIOS: