“É mais agradável ver Flamengo jogar que o Corinthians”, diz Casão

54
Foto: Reprodução

UOL
ESPORTE VÊ TV
: “Um time obediente taticamente, que explora os erros dos adversários
fora de casa e que tem dificuldade quando atua em casa, por ter a
responsabilidade como local de propor jogo”, definiu Walter Casagrande,
comentarista da Rede Globo, sobre o Corinthians, de Fábio Carille, no programa
“Seleção SporTV” desta sexta-feira (21).

“A
dificuldade do Corinthians é quando joga em casa, porque o adversário se fecha
e o Corinthians não é um time que cria, que gosta de ficar com a bola. Ele
gosta que o outro fique com a bola e fica observando o que o outro vai fazer. O
Corinthians joga 90 minutos obedecendo a tática que foi definida dentro do
vestiário, os jogadores obedecem 90 minutos. Raramente sai alguma jogada
diferente, é muito raro”, analisou.
“O
Corinthians é obediente taticamente, mesmo, e fica esperando o erro do
adversário. Quando joga em casa e tem que sair pra cima, ele se complica. Se
complicou em todos os jogos”, enfatizou.
Para
Casão, o líder do Campeonato Brasileiro é eficiente, mas não apresenta um
futebol que lhe agrade pela beleza de seu jogo.
“O
Corinthians não jogou mal, empatou com o Atlético-PR e com o Avaí e não é que
foram péssimas partidas, jogou normal, razoável, porque poucas vezes fez jogos
espetaculares, acho que quase nenhuma vez”, opinou.
Embora
atrás na tabela, Grêmio e Flamengo são equipes do Brasileirão que mais encantam
Casagrande.
“O
espetacular do Corinthians é a parte tática. Contra Palmeiras e Grêmio, foi
espetacular, taticamente. Eu acho mais agradável de ver o Grêmio jogar, o
Flamengo do que o Corinthians. Eu estou falando na plástica do negócio, mas a
eficiência do Corinthians é indiscutível”, comentou.

COMENTÁRIOS: