Em dia de reclamão, Guerrero toma cacetadas do Vasco.

34
Foto: Fred Gomes/GloboEsporte.com

GLOBO
ESPORTE
: Guerrero não teve participação decisiva, passou longe de balançar a
rede, mas foi um dos personagens mais participativos na vitória por 1 a 0 do
Flamengo diante do Vasco, em São Januário. Nos 60 minutos que esteve em campo,
o peruano recebeu um cartão amarelo no primeiro lance do jogo – o terceiro no
Brasileiro, que o tira da partida contra o Grêmio -, parou na forte marcação,
colocou Martín Silva para trabalhar e deixou o gramado com inchaço na cabeça.

Antes
mesmo do apito inicial de Anderson Daronco, a torcida do Vasco já escolhia
Guerrero como principal alvo. Foi provocado e entrou pilhado. Aos três minutos,
após choque com Wellington e Paulão, ficou no chão sentindo a cabeça, reclamou
muito de falta e recebeu o cartão amarelo. É desfalque para Zé Ricardo na
quinta-feira, pela 13ª rodada do Brasileirão, contra o Grêmio, na Ilha do
Urubu.
Mesmo
pendurado na partida, o atacante continuou dando opção, prendeu a bola na
frente, mas sem o mesmo brilho das atuações recentes. Se não deu na técnica,
abusou da vontade. Foi responsável por amarelar Paulão e deu o chute mais
perigoso na primeira etapa, de fora da área, obrigando Martín Silva a fazer boa
defesa.
No
segundo tempo, Guerrero continuou isolado no ataque e foi muitas vezes ao chão
na disputa com a defesa adversária. Aos 15 minutos, deixou o campo após
dividida com Henrique. Uma pancada na cabeça fez o atacante desabar no gramado.
Após receber o atendimento e reclamar muito de dores, foi substituído com um
galo próximo à nuca. De acordo com o departamento médico do clube, o jogador
será reavaliado nesta segunda-feira.
Com a
quarta vitória seguida na competição, o Rubro-Negro foi a 23 pontos,
ultrapassou o Grêmio (22) e dorme na vice-liderança.

COMENTÁRIOS: