Em um mês, Flamengo pula de 10º para o 2º lugar

23
Jogadores do Flamengo no centro do gramado – Foto: Armando Paiva/AGIF

GILMAR
FERREIRA
: Invicto há um mês, e com quatro vitórias consecutivas, o Flamengo
saltou da décima-primeira colocação na oitava rodada da Série A do Brasileiro
para o segundo lugar na tabela, sem deixar de estar a nove pontos do líder
Corinthians _ o único que ainda não foi derrotado.

Com
exceção do líder, a disputa entre os outros quatro primeiros segue parelha, com
quatro pontos separando o Flamengo, o vice, do Palmeiras, o quinto.
Os
clubes que hoje ocupam os dez primeiros lugares são, ao que tudo indica, os
mais indicados para a luta por uma das seis vagas destinadas à Libertadores.
É o
lado bonito do futebol, futebol que voltou a registrar cenas lamentáveis de
violência, em especial no clássico de São Januário.
VASCO 0 X 1 FLAMENGO.
No
campo, o time de Mílton Mendes mostrou logo nos primeiros minutos que em função
de sua limitação defensiva e ofensiva não poderia sonhar com algo maior na
partida do que o empate.
Com a
dupla de volantes reservas e uma zaga novamente modificada, o Vasco não teve
saída de bola e abdicou do jogo.
Posicionou-se
no campo defensivo e ofereceu a bola ao adversário.
Ainda
sem o entrosamento desejado, o Flamengo adiantou os laterais e fechou os
corredores com Everton e Everton Ribeiro.
Márcio
Araújo e Cuellar encurtaram os espaços dos meias vascaínos.
Era o
cenário perfeito para a dupla Diego e Guerrero se preocupar apenas com a
armação ofensiva.
Mas a
dupla também não encontrou espaços, e não conseguiu articular o jogo.
O gol
da vitória acabou saindo numa escapada de Everton Ribeiro, concluída com êxito
por seu xará menos famoso.
O
Flamengo fará em casa três dos seus próximos quatro jogos e pode sonhar com a
redução da vantagem do Corinthians, que, inversamente, fará três jogos fora.
O
Vasco sai para enfrentar o Vitória em Salvador, lutando ainda pela primeira
vitória como visitante.
BAHIA 1 x 1 FLUMINENSE.
O time
de Abel Braga acumulou o seu terceiro empate consecutivo, o quarto nas cinco
últimas rodadas.
Um
desempenho razoável, fruto da limitação de elenco com a qual o técnico convive
desde o início da competição.
Seja
por casos de contusão, seja por suspensão, o Fluminense não consegue mais do
que dividir as ações do jogo.
E
deixa sempre a impressão de que poderia mais…
BOTAFOGO 1 x 1 ATLÉTICO-MG.
A
formação que trouxe de Montevidéu a vitória sobre o Nacional nas oitavas da
Libertadores, não foi suficiente para fazer valer o mando de campo.
Mesmo
diante de um adversário desfalcado de titulares importantes.
O
empate no fim premiou o empenho dos cariocas.
Mas
deixou um alerta: o Botafogo não vence há três rodadas e fará fora de casa três
de seus próximos quatro jogos.

COMENTÁRIOS: