Flamengo captou R$ 4,1 milhões com Lei de Incentivo em 2016

47
Campo da Gávea, Sede do Flamengo – Foto: Divulgação

DE
PRIMA
: O Flamengo aparece entre as entidades esportivas que mais captaram verba
por meio da Lei de Incentivo ao Esporte em 2016. O clube carioca captou um
total de R$ 4,1 milhões por meio da norma para investir em projetos esportivos,
valor que coloca o Rubro-Negro em 13º no ranking dos proponentes que mais
captaram ao longo do ano passado, segundo dados do Ministério do Esporte. A
líder do ranking foi a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) com R$ 16,5
milhões.

Lei de Incentivo atinge
seu maior valor de captação em 10 anos
O
valor total captado para projetos esportivos por meio da Lei de Incentivo
atingiu R$ 265,7 milhões no ano passado, o maior valor desde a criação da
iniciativa, em 2007. O montante superou os R$ 254,7 milhões de 2014, até então
a maior captação em um ano, e ficou 7,4% acima dos R$ 247,4 milhões obtidos em
2015. O valor, entretanto, ainda está longe do teto de R$ 400 milhões que são disponibilizados
para bancar projetos no esporte.
O
proponente que mais captou verba por meio da lei foi a Confederação Brasileira
de Voleibol (CBV), com R$ 16,4 milhões. Outras três confederações aparecem no
Top 10: Canoagem (R$ 8,2 milhões), Judô (R$ 5,9 milhões) e Desportos Aquáticos
(R$ 5,9 milhões).

COMENTÁRIOS: