Flamengo e o pesadelo de visitar o Corinthians

30
Fagner e Ederson durante Corinthians x Flamengo – Foto: Friedemann Vogel/Getty Images

GOAL: A
complicada vitória sobre o Coritiba, no último sábado (22), representou um
alívio para o Flamengo. O Rubro-Negro vinha de uma derrota e dois empates, mas
os desafios seguem dentro do Campeonato Brasileiro.

Se na
Copa do Brasil o Fla tem certo favoritismo contra o Santos, o próximo embate da
equipe treinada por Zé Ricardo dentro do Campeonato Brasileiro representa um
tabu: há oito anos o clube da Gávea não bate o Timão jogando em São Paulo.
E o
último triunfo representou um grande sorriso para os rubro-negros e uma
polêmica dentro do futebol. Na incrível arrancada que levou o Fla ao título
brasileiro de 2009, a vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, na antepenúltima
rodada, foi de grande importância.
Naquela
tarde de 29 de novembro, o Flamengo treinado por Andrade foi superior e abriu a
contagem aos 26 minutos com o meia Zé Roberto. A polêmica ficou pelo gol da
vitória, anotado de pênalti por Léo Moura. 
Sob a justifica de protesto, o goleiro Felipe [que anos depois também
defenderia o Rubro-Negro] se recusou a pular na bola. Como o Palmeiras estava
na disputa pelo título com o Fla, muitos interpretaram a atitude do arqueiro
corintiano com desconfiança.
Desde
aquele triunfo por 2 a 0, no entanto, enfrentar o Corinthians em São Paulo representou
um grande pesadelo aos rubro-negros. No ano seguinte, o Timão venceu por 2 a 1
e eliminou o Fla da Libertadores. E nos sete confrontos pelo Brasileirão, o
lado alvinegro teve 100% de aproveitamento.
Além
disso, o Corinthians goleou o Flamengo por 4 a 0 em duas oportunidades: a
primeira delas em 2013, e a última na temporada passada. Para acabar com o
tabu, além de contar com a excelente fase de Éverton Ribeiro, o time de Zé
Ricardo espera que a entrada de Diego Alves no gol seja decisiva.

COMENTÁRIOS: