Flamengo fala em Maracanã inviável e quer Vasco na Ilha do Urubu

128
Wallpaper da Ilha do Urubu, Estádio do Flamengo, a noite – Foto: Gilvan de Souza

O
GLOBO
: Os graves incidentes que cercaram o Vasco x Flamengo do último sábado
abrem uma preocupação para o futuro. Um novo encontro entre os dois rivais está
marcado para o dia 28 ou 29 de outubro, pela 31ª rodada do Campeonato
Brasileiro. O Flamengo informou, através de seu presidente, Eduardo Bandeira de
Mello, que a ideia continua sendo mandar a partida na Ilha do Governador.

O fato
de ser um estádio recém-ampliado, mas ainda assim de pequeno porte e cercado
por ruas de circulação não tão simples para acesso e escoamento de público,
gera discussões. Em nota, a Polícia Militar ressalta que a arena da Ilha do
Governador tem todas as autorizações para receber partidas. No entanto, admite
que os episódios de sábado “irão impactar as decisões referentes aos
procedimentos de segurança para os próximos jogos. Isso envolverá decisões
tomadas em conjunto pelas instituições envolvidas no evento”.
Revisão
nos planos de segurança, no tamanho do efetivo e até uma possível mudança de
local podem ser colocadas na mesa. No entanto, tal decisão teria que ser tomada
em conjunto com clubes e entidades esportivas.
O
presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, embora ressalve não ter
conversado com seus pares de diretoria, disse não ver problemas em mandar o
jogo na Ilha do Urubu. Ele lembrou que uma decisão contrária das autoridades
criaria um problema.
— Não
vejo alternativas: o Engenhão é inviável por questões que todos conhecem (não
há diálogo entre Flamengo e Botafogo) e o Maracanã tem preços extorsivos. E o
regulamento do campeonato não permite jogos fora do Rio. Jogamos partidas
contra clubes como São Paulo, Santos e vamos enfrentar o Grêmio. Não vejo
problema — disse Bandeira.

COMENTÁRIOS: