Flamengo quase apanha em São Januário, mas pode ser punido.

131
Torcida do Flamengo no Estádio São Januário, do Vasco – Foto: Gilvan de Souza

ESPN: A
súmula do clássico entre Vasco e Flamengo relata a tensão vivida em São
Januário após a partida, vencida pelos visitantes, por 1 a 0. O árbitro
Anderson Daronco relata que a confusão teve início com uma bomba arremessada
para dentro do campo pela torcida cruz-maltina.

“Relato
que após o término da partida, a torcida do Vasco jogou uma bomba dentro do
campo de jogo. Com a intervenção da Polícia Militar iniciou um conflito dos
torcedores do Vasco com a Polícia Militar, em que estes torcedores lançaram
bombas contra a Polícia Militar na arquibancada e para dentro do campo de
jogo”, inicia o relato do árbitro, disponível no site da CBF.
 “Após isto, foram arremessados pela torcida do
Vasco copos, latas, bombas para dentro do campo de jogo, em direção dos
policiais e na direção da imprensa que fazia a transmissão da partida”, seguiu
Daronco, que teve que aguardar a situação ser controlada para deixar o campo.
“Com
este conflito nas arquibancadas e a ameaça de invasão de campo, a equipe de
arbitragem e também a equipe do Flamengo não puderam sair do campo de jogo.
Tivemos que permanecer no centro do gramado junto a imprensa, policiais, equipe
e membros de comissão técnica do Flamengo.”
“Em
diversas oportunidades foram jogadas bombas pela torcida do Vasco para dentro
do campo de jogo. Na primeira oportunidade em que houve segurança para
deixarmos o gramado, fomos escoltados pela Polícia Militar, e na nossa saída,
arremessaram em nossa direção, latas, copos, chinelos e tênis. Depois de
estarmos nos vestiários, não presenciamos mais outros fatos que ocorreram após
nossa saída do campo de jogo”, encerra a súmula.
Além
do relato, Daronco também cita uma lata que foi arremessada, durante o jogo,
pela torcida do Flamengo, o que também pode render uma punição à equipe
rubro-negra.
“Informo,
que aos 37 minutos do 1 tempo, quando o jogo estava paralisado, a torcida do
Flamengo arremessou uma lata em direção ao campo de jogo. Ninguém foi
atingido.”

A
súmula de Daronco deve servir como base para a denúncia a ser apresentada pelo
procurador-geral do STJD, Felipe Bevilacqua, que já afirmou que há chance de
São Januário ser interditado provisoriamente até que a violência registrada
neste sábado seja julgada.

COMENTÁRIOS: