Flamengo sem brio

20
Treinador do Flamengo, Zé Ricardo – Foto: Gilvan de Souza

FALANDO DE FLAMENGO: Por Thiago Nascimento @thiagocsc

Após
mais duas frustrações no Campeonato Brasileiro, eis que a torcida do Mais
Querido começa a semana com uma ressaca daquelas… E que nem mesmo a contratação
do tão falado goleiro Diego Alves conseguiu curar.
Afinal
de contas, não é para menos. Após seis pontos disputados, o Flamengo só
conseguiu somar um ponto na tabela de classificação. Ou seja, um desempenho
muito fraco para um time que tem a obrigação de mostrar um futebol de alto
nível, devido ao grande potencial do elenco.
Apesar
de ter mais de 60% de posse de bola, o time pouco apresentou. Na maior parte do
tempo, o time girava a bola de um lado para o outro… mas sem apresentar perigo
ao gol do adversário.
É
interessante observar a pouca variedade de jogadas que o time do Flamengo
apresenta. Mesmo com o elenco recheado de craques, o time é previsível.
É
muito simples de perceber também que a disposição tática do time de 2017, é
muito semelhante a disposição tática do time de 2016.
É
importante afirmar também que o empate foi um péssimo resultado. Mesmo que não
tenha perdido para o Cruzeiro, o Flamengo está a 12 pontos do líder do
campeonato. Portanto, esse discurso conformista, em tempo nenhum pode ser
aceito e reproduzido por profissionais do Flamengo. Seja por parte da
diretoria, seja por parte de qualquer atleta e até mesmo por parte da própria
torcida.
O
Flamengo é gigantesco. E por isso, não pode se contentar com fracassos. Esse
clube foi esculpido por vitórias e epopéias. O conformismo, jamais fará parte
da nossa maravilhosa história.
Por
isso, o departamento de futebol precisa ser enérgico! É estranho para a torcida
Rubro Negra ter que escutar o técnico reclamando da pressão que é comandar o
Flamengo e ter a obrigação de conquistar títulos… Ou então, escutar os
jogadores dizendo que não pensam no líder do campeonato e que a estratégia do
elenco é: Somente pensar jogo a jogo, e que após as muitas e muitas rodadas…
será viável planejar o que eles podem conquistar.
Sem
dúvida, o dinheiro é importante para qualquer clube de futebol. Entretanto,
dinheiro não é tudo. Raça, Amor e Paixão fazem parte do dia a dia da torcida do
Clube de Regatas do Flamengo. A comissão técnica e os jogadores precisam
entender isso 24 horas por dia, 7 dias da semana e 365 dias por ano.
Se a
mentalidade de todos os envolvidos no futebol do Flamengo, não mudar… corremos
o risco de ficarmos mais um ano sem conquistar títulos nacionais. E para a
História do clube, isso é terrível.

Saudações
Rubro Negras.

COMENTÁRIOS: