Flamengo: Tianjin paga multa e encaminha documentos de Geuvânio

62
Geuvanio, do Flamengo, rindo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO
ESPORTE
: O Tianjin Quanjian, da China, entrou em acordo com o Santos e pagou
uma multa de 500 mil euros (cerca de R$ 1,9 milhão) pelo descumprimento da
cláusula de exclusividade no retorno de Geuvânio ao futebol brasileiro. O
próximo passo é a liberação da documentação para que o atacante possa estrear
pelo Flamengo.

O
valor da multa foi estipulado no contrato de venda de Geuvânio aos chineses em
2016, para o caso de ele ser repatriado por outra equipe – o que aconteceu com
a contratação pelo Flamengo. Dessa forma, o Peixe não vai acionar a Fifa, e o
Tianjin vai enviar nos próximos dias os documentos de transferência
internacional para que o jogador fique à disposição no Rubro-Negro.
Antes
de acertar com o Alvinegro, o clube chinês temia ações disciplinares na Fifa.
Por isso, não havia liberado a documentação. O departamento de futebol do time
carioca fez o pedido do registro de transferência internacional ao Tianjin logo
depois da abertura da janela de transferências, no dia 20 de junho. Sem a
transação registrada, a CBF ainda não reconhece o contrato de trabalho de
Geuvânio, que não teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID).
O
Flamengo ainda não foi avisado oficialmente pelo Tianjin Quanjian sobre o
pagamento da multa, mas espera a liberação de Geuvânio no início desta semana.
Antes, o Rubro-Negro já havia ido à Fifa contra os chineses por não terem
enviado o ITC no prazo permitido de 15 dias. A expectativa é de que o atacante
esteja à disposição para o próximo jogo, contra o Grêmio, na quinta-feira, às
19h30, no estádio Luso-Brasileiro.

COMENTÁRIOS: