Gols do Santos tiveram falhas individuais do Flamengo

17
Alex Muralha falhando em gol do Santos contra o Flamengo – Foto: Divulgação

O
GLOBO
: Rafael Vaz foi criticado pelos próprios colegas de equipe por um erro
que originou o segundo gol do Santos, na derrota do Flamengo por 4 a 2 na noite
de quarta-feira. Mas o zagueiro não foi o único responsável pelos quatro gols
sofridos pelo clube rubro-negro na Vila Belmiro, que tornaram dramática a
classificação para as semifinais da Copa do Brasil.

Nas
redes sociais, a torcida rubro-negra implicou também com Alex Muralha, vazado
quatro vezes em seu retorno à titularidade. O goleiro se atrapalhou visivelmente
no último gol, em que faltou sintonia com o próprio Vaz.
Além
dos “vilões” eleitos por torcedores do Flamengo, a responsabilidade
pelos gols do Santos também recai sobre personagens que nem sempre são alvos de
críticas tão severas.
1º gol: muito espaço para Bruno Henrique
]Aos 33
minutos, o Santos se viu com campo de sobra para armar o contra-ataque que
empatou o jogo. Vecchio recebeu passe na intermediária ofensiva sem qualquer
pressão da marcação rubro-negra – os volantes Márcio Araújo e Cuéllar estavam
adiantados, e o time como um todo demora a se recompor após chance perdida por
Éverton no ataque.
Quando
Bruno Henrique recebe passe no lado esquerdo, Pará faz o cerco à
meia-distância. Berrío retorna com velocidade para ajudar na marcação, mas
acaba atrapalhando ao correr na direção do colega de equipe, tapando sua
movimentação. Com isso, Bruno Henrique consegue se livrar do bloqueio, ajeita o
corpo e chutar com muita categoria no ângulo de Muralha.
2º gol: O erro de Vaz – mas também de
Réver e Muralha

A
origem do gol de cabeça de Copete irritou até os jogadores do Flamengo: Rafael
Vaz fica com uma sobra de bola dentro da área, tenta driblar junto à linha de
fundo e acaba cedendo escanteio. A jogada arriscada gera reclamações imediatas
dos colegas, e Vaz pede calma enquanto se posiciona para o escanteio.
Talvez
pelo nervosismo, a defesa do Flamengo mostra falta de concentração quando a
bola é alçada na área. Réver abandona Copete para marcar o mesmo jogador
cercado por Vaz, deixando o atacante livre para cabecear. Já o goleiro Muralha
erra o tempo da espalmada e vê a bola bater em seu braço e entrar.
3º gol: Réver e Márcio Araújo perdem pelo
alto; Éverton só olha

Logo
depois do gol de Copete, o Flamengo mostra nova desatenção defensiva. Rafael
Vaz, por sinal, é um dos poucos que guarda a posição correta dentro da área.
Quando
a bola viaja para a área rubro-negra após cobrança de lateral, Márcio Araújo é
superado duas vezes por Bruno Henrique pelo alto. Na primeira, o atacante só
raspa de cabeça e deixa a bola chegar na linha de fundo para Ricardo Oliveira,
que era marcado por Réver. O zagueiro deixa o centroavante santista se
antecipar e não consegue atrapalhar um passe que já era naturalmente difícil,
com a parte de trás da cabeça.
Quando
Copete ajeita a bola e Victor Ferraz chega finalizando, quem está em evidência
é Rafael Vaz, que tenta bloquear o chute à distância – sem sucesso. Mas o
responsável pela liberdade do lateral santista não é Vaz, e sim o meia Éverton,
que estava ao lado de Ferraz na entrada da área e abandona a marcação quando o
rival se movimenta.
4º gol: Vaz e Muralha à la Felipe Melo e
Julio César

A
famigerada cena do segundo gol da Holanda, que eliminou a seleção brasileira na
Copa do Mundo de 2010, quase se repetiu na Vila Belmiro. Muralha, assim como
Julio César no Mundial, hesita para sair do gol e acaba perdendo o tempo
correto do lance.
Copete
se aproveita da saída equivocada do goleiro e cabeceia para o fundo da rede.
Chama atenção a facilidade com que o atacante sobe, sem ser importunado. A
marcação neste lance era responsabilidade de Rafael Vaz, que vai recuando na
direção de Muralha e não sobe com convicção. Assim, em vez de bloquear o ataque
rival, acaba atrapalhando o goleiro da própria equipe. Lembrou Felipe Melo, que
em 2010 chega a tocar na bola e faz contra.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here