Jornal questiona pressão de R$ 167 milhões pagos por Vinicius Jr.

5
Vinicius Júnior, do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

ESPN: Em
artigo, o jornal inglês The Guardian questiona a cifra de 45 milhões de euros
(mais de R$ 160 milhões) paga pelo Real Madrid para contratar a revelação do
Flamengo, Vinicius Junior.

O
meia-atacante, que completará 17 anos na próxima semana, é motivo de reflexão
do colunista Barney Ronay, que, se apoiando no exemplo do tenista australiano
Bernard Tomic, badalado desde cedo e que parece ter perdido o gosto pelo
esporte precocemente, lança a pergunta em torno do brasileiro: ‘por que fazer
isso com ele?’. Ronay define a joia rubro-negra como “candidata a
transferência mais estranha por enquanto” de todos os tempos.
Ele vê
Vinicius como exemplo dos novos tempos, em que a caça incessante por jovens
ainda imaturos faz com que se percam ao longo do caminho.
O
colunista destaca a goleada de 5 a 2 do Fla sobre o Palestino-CHI, pela Copa
Sul-Americana, na última quinta-feira, fora de casa, e a entrada do atleta
vindo de banco de reservas.
Segundo
ele, deixando de lado a suposta supervalorização de garotos prodígios do
Brasil, tentou acompanhar cada um dos 11 jogos que Vinicius Junior disputou
pelo time comandado por Zé Ricardo até aqui e não se impressionou.
“Basicamente,
ele parece ser o que, de fato, é, um garoto talentoso construindo o seu caminho
e que precisa simplesmente ter a permissão para respirar”, escreveu.
Ainda
de acordo com o artigo, Vinicius fez a sua fama com os sete gols marcados no
Sul-Americano Sub-17 no ano passado e que isso, como todos sabem, não significa
nada. “A maioria de seus adversários tinha 15 anos”, diz. A
publicação deixa de lado as exibições do meia-atacante na Copa São Paulo de Futebol
Júnior e também o seu desempenho anterior na categoria sub-15.
Entre
outros, Manchester City e Liverpool chegaram a perguntar pelo jovem jogador
antes de acertar a sua ida para o Real Madrid.
Ele
será dos merengues a partir de julho de 2018 e deve ficar no Flamengo pelo
menos até 2019, caso os clubes cheguem a acordo.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here