Mano faz leitura do time do Flamengo e diz: “Mexi bem pra caramba”

47
Mauricio Farias/Cruzeiro

HOJE
EM DIA
: “Mexi bem pra caramba!”. Em tom de brincadeira, mas também de
alívio e satisfação, foi com estas palavras que o técnico Mano Menezes
classificou a substituição de Sassá por Elber, que acabou em gol  do camisa 99 no empate por 1 a 1 contra o
Flamengo.

Em
relação ao duelo contra o rubro-negro, Menezes diz ter ficado satisfeito pela
apresentação da equipe, mas um pouco chateado por não ter conseguido os três
pontos; caso vencesse o time carioca, a Raposa terminaria a rodada no G-4 do
Brasileirão.
“É
atrás deste Cruzeiro que estávamos indo. Precisávamos recuperar a identidade.
Começamos o ano assim e, em determinado momento, perdemos isso. Aconteceram
alguns resultados negativos e nos mostraram que não basta só jogar bem. Às
vezes não basta nem apenas fazer três gols”, analisa o comandante celeste.
“Contra
uma equipe desta (Flamengo), quando você pega a posse de bola tem que
valorizar. Cometemos pequenos erros, mas tivemos uma atuação grande num jogo
muito bem jogado. Vamos para casa conscientes de que fizemos um grande jogo.
Estamos bem próximos dos resultados positivos nos jogos seguintes”,
acrescenta.
Em
relação a forma da equipe jogar, o treinador foi enfático e, sem esconder a
fórmula que tem feito o time evoluir em campo e, consequentemente, na tabela,
afirmou que não abrirá mão da formação com dois volantes centrais e outro mais
por fora.
“Melhoramos
no entendimento. Treinamos durante uma semana a nossa linha de quatro; nossos
laterais melhoraram o posicionamento (estávamos tomando muitos gols com bolas
nas costas deles)”, conta o gaúcho, explicando como conseguiu melhorar o
sistema defensivo, noutrora motivo de preocupação.
Na
próxima quinta-feira (22), a Raposa vai ao Rio de Janeiro encarar o Fluminense.
Para o duelo no Giulite Coutinho, o time não terá Rafael Sobis, suspenso por
ter levado o terceiro cartão amarelo.

COMENTÁRIOS: