O Sócio Torcedor tem que votar

25
Eduardo Bandeira de Mello, Presidente do Flamengo, cumprimentando Sócio-Torcedores – Foto: Gilvan de Souza

FALANDO DE FLAMENGO: Por Thiago Nascimento

O
maior orgulho que um torcedor do Flamengo possui, é a capacidade de poder
estufar o peito e dizer:
“- Eu
faço parte da Maior Torcida do Mundo.”
Essa
sensação única de poder compartilhar esse amor diariamente com mais de 40
milhões de torcedores Rubro Negros, fazem do Flamengo um clube especial.
E toda
essa imensidão de apaixonados pelo Mais Querido, está espalhada em todo o globo
terrestre. Do Norte ao Sul, do Leste ao Oeste. E sempre comemorando cada
vitória e cada troféu conquistado pelo Flamengo.
Troféus
nos quais a Nação Rubro Negra sempre teve participação direta.
Afinal
de contas, toda essa garra, toda essa intensidade, todo esse ritmo frenético
que faz com que todo e qualquer atleta do Flamengo dedique 100% de intensidade
durante os treinos e 110% de intensidade durante os jogos (do primeiro ao
último minuto da partida), vem da arquibancada que pulsa Raça, Amor e Paixão.
Por
isso, todos nós sabemos que: A Maior Torcida do Mundo Faz a Diferença.
Entretanto,
99,99% desses torcedores que fazem a diferença, sempre ficaram alijados do
processo eleitoral que define os rumos do clube. Ou seja, a esmagadora parte da
torcida nunca participou do processo decisório que envolve o futuro do Mais
Querido.
É
claro que para se chegar a um modelo mais democrático e mais eficiente, é
necessário que existam responsabilidades para que esse modelo eleitoral possa
ser cumprido. E percebemos que no Flamengo atual, isso é factível e verdadeiro.
Tal
afirmação se concretiza quando constatamos que o clube recebeu (e continua
recebendo) diversos prêmios relacionados a sua gestão e também ao seguinte
quesito: transparência de informações.
Hoje,
além de uma excelente evolução na gestão do clube, o Flamengo também possui um
programa de Sócio Torcedor, no qual o mesmo já ultrapassou a marca de 100 mil
sócios torcedores adimplentes.
É
evidente que o atual plano de Sócio Torcedor precisa de muitas melhorias.
Afinal de contas, o mesmo foi lançado no ano de 2013. Ano esse, no qual a
realidade financeira era muito diferente da realidade que o clube vive
atualmente. Além disso, muitas outras demandas são necessárias para aumentar
engajamento da torcida. E com isso, aumentar o número de sócios torcedores.
(Para
saber mais detalhes sobre o que eu penso sobre possíveis melhorias no programa
de Sócio Torcedor, clique aqui).
Ao
longo desses cinco anos, o montante arrecadado com o Plano de Sócio Torcedor já
pode ser considerado uma grande fonte de receita para o clube.
É
possível verificar como a Torcida do Flamengo colaborou financeiramente com o
plano de Sócio Torcedor no ano de 2016 por exemplo. Para isso, basta acessar o
portal de transparências do clube clicando aqui.
Vale
ressaltar, que sempre foi amplamente divulgado em diversos meios de
comunicação, que toda a quantia arrecadada com a iniciativa do programa Nação
Rubro Negra, seria destinada para a montagem do elenco do time de futebol.
Logo, conclui-se que a Torcida do Flamengo possui uma participação
importantíssima no planejamento do futebol clube.
Portanto,
se a Maior Torcida do Brasil tem a capacidade de gerar valores milionários que
contribuem para os rumos do futebol do Flamengo, por quê esses mesmos Sócios
Torcedores Rubro Negros não podem votar para a eleição do presidente do clube?
Afinal de contas, não é por conta do futebol que a maioria dos torcedores amam e
torcem pelo Flamengo?
Logicamente
que seriam necessárias diversas regras para que Sócios Torcedores estejam aptos
para votarem em futuras eleições. Como por exemplo:

Tempo mínimo de Contribuição.

Torcedores que sejam adimplentes.

Elegibilidade de voto para alguns planos do programa de Sócio Torcedor.
Além é
claro, de outros critérios que possam ser debatidos de forma democrática por
todas as partes envolvidas e interessadas no processo eleitoral.
Não há
dúvidas que em um processo mais democrático, todos os candidatos seriam
obrigados a detalhar ao máximo suas ideias e seus planos de governo para TODA a
NAÇÃO RUBRO NEGRA.
E esse
processo necessariamente ocorreria não só pela internet ou na sede do clube,
como acontece atualmente, mas sim: presencialmente.
Ou
seja, todo e qualquer candidato teria a necessidade de viajar por todo o Brasil
a fim de conquistar o seu eleitorado. E para isso, obviamente ele teria que se
expor para toda a torcida do Flamengo, e consequentemente ouvir todos os
anseios, criticas e sugestões da torcida. O que faria elevar o nível de debate
entre todos eles. E consequentemente, o único ganhador de todo esse processo
eleitoral seria o Flamengo.
O
Flamengo é enorme. E o seu futuro não pode ser decidido por menos de 1% da sua
torcida. Nós somos a Maior Torcida do Mundo. E sem nós, o Flamengo não existe.
Saudações
Rubro Negras.

COMENTÁRIOS: