Por que Guerrero está tão irritado no Flamengo?

38
Guerrero reclamando de falta em Fluminense x Flamengo – Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

GOAL: Com
o gol marcado na derrota para o Santos por 4 a 2, que garantiu a classificação
do Flamengo à semifinal da Copa do Brasil, Paolo Guerrero alcançou ao tento de
número 19 na temporada, atingindo assim a sua melhor marca, uma vez que superou
os 18 do ano passado e de 2013, quando ainda defendia o Corinthians.

No
entanto, apesar do ótimo momento atravessado com a camisa rubro-negra, o
atacante se mostra descontrolado tanto dentro, quanto fora de campo. Conhecido
por seu temperamento forte, o peruano protagonizou mais uma cena de destempero.
No
desembarque da equipe no Aeroporto Santos Dumont, na última quinta-feira (27),
Guerrero não gostou das ofensas que ouviu de um torcedor e quase partiu para
cima, precisando ser contido por seguranças. Mas qual seria a razão para o
descontrole do jogador?
No
ápice da sua carreira no que se refere a gols, o atacante parece ainda não
saber lidar com as provocações. Além de ser o jogador que mais cometeu faltas
no Campeonato Brasileiro (41), ele também já recebeu nove cartões amarelos em
32 jogos, e quase foi expulso contra o Peixe depois da confusão que armou com
Lucas Veríssimo.
Desta
forma, o Flamengo liga o sinal de alerta uma vez que o jogador irá enfrentar o
Corinthians, seu ex-clube e ídolo da torcida. Preocupados com o fato do
atacante ser provocado pelos alvinegros, o clube irá precisar preparar muito
bem o psicológico do atleta que já provou inúmeras vezes não saber lidar com
pressão e provocação.
O
Flamengo visita o Corinthians no próximo domingo (30), as 16h (horário de
Brasília), na Arena, pela 17ª rodada do Brasileirão.
Isso
porque o duelo vale muito para o Flamengo. O primeiro passo para tentar tornar
real essa disputa é justamente no confronto direto. A equipe precisa diminuir a
diferença que o Corinthians abriu na liderança. Até o momento, são 12 pontos,
faltando apenas três rodadas para o término do primeiro turno. O primeiro passo
precisa ser dado, e para isso, vencer os jogos decisivos são fundamentais se
quiser levantar o troféu no final do ano.

COMENTÁRIOS: