Segundo Conselheiro do Palmeiras, Felipe Melo irá para o Flamengo.

81
Felipe Melo – Foto: Divulgação

COSME
RIMOLI
: Celular estoura de tanto tocar na sexta-feira à noite.

Um
conselheiro muito ligado a Mustafá Contursi, me avisa às 22h30.
“Felipe
Melo não joga mais no Palmeiras.
O Cuca
não quer.
Ele
vai para o Flamengo!”
Corro
para a Internet.
O
globoesporte.com deu a notícia em primeira mão.
Vou
atrás de detalhes.
Falo
com duas pessoas importantes do Palmeiras.
E elas
sabem muito bem o que aconteceu.
Cuca e
Felipe Melo não se entenderam desde o treinador assumiu no lugar de Eduardo
Baptista. Se dependesse de Cuca, o Palmeiras nem teria contratado o jogador.
Não tem o perfil de atleta com quem gosta de trabalhar.
Ele é
personalista, impulsivo, explosivo, imprevisível.
E
dentro do gramado ocupa um espaço que é reservado a Moisés.
Isso
porque Cuca adora Thiago Santos como primeiro volante.
Foi
uma contratação caríssima.
R$ 350
mil de salário e direito de imagem, mais bônus de R$ 20 mil por partida
disputada. E R$ 8,4 milhões de luvas, a serem pagos em 12 parcelas trimestrais
de R$ 700 mil cada. Contrato de três anos.
O
dinheiro comprometido foi da Crefisa.
Alexandre
Mattos é o responsável pelo negócio.
Ele
acreditou que o Palmeiras precisava de um líder na Libertadores.
Eduardo
Baptista deu total liberdade ao jogador.
Felipe
Melo foi responsável pela briga generalizada no Uruguai.
A sua
declaração de que, se precisasse, daria tapa na cara de uruguaio, no Uruguai,
irritou profundamente os jogadores do Peñarol. Foi o estopim de uma briga que
custou a suspensão do jogador, de três partidas e o Palmeiras não poderá ter
torcedor em um jogo como visitante.
Cuca
não era o técnico.
Mas
ficou tenso com a situação.
Ele
detesta que seus atletas provoquem adversários.
Ou
reclamem de juiz.
Defende
respeito total à hierarquia.
E quem
tem de se posicionar são os dirigentes ou o técnico.
Cuca
odiou a discussão e quase briga entre Felipe Melo e o preparador físico Omar
Feitosa. Por causa de um rachão. Motivo insignificante. Mas o desentendimento
nunca foi esquecido por Cuca e Omar.
Embora
o espaço na mídia e no marketing de Felipe Melo tenha seguido igual, a grande
maioria dos torcedores adoram sua postura, no elenco, no time, o volante foi
ficando deslocado no departamento de futebol.
Em
nome do revezamento e poupar o atleta de 33 anos, Cuca o transformou em um
reserva de luxo. Usando as contusões como aliadas, o técnico fez com que o
atleta disputasse apenas cinco partidas no Campeonato Brasileiro. Cinco em 16
jogos que o clube já fez.
O
técnico sabia ter um enorme problema nas mãos.
Até
que veio jogo de quarta-feira contra o Cruzeiro.
O time
foi eliminado com o empate em 1 a 1.
Sabe o
que tá acontecendo? Ficaram a semana toda falando besteira aí. Aí botaram esse
caseiro aí. No fim de tudo, ficaram cinco minutos para bater uma falta e esse
caseiro não faz nada. Parabéns para ele”, disse Felipe Melo, logo após a
partida, ao Sportv. Wilton Pereira foi o árbitro.
Cuca
já havia avisado aos jogadores.
Estava
proibido reclamar de juízes.
Ficou
tenso ao saber das palavras de Felipe Melo.
O pior
foi ao voltar ao hotel, já na madrugada de quinta. Mal o elenco entrou no lobby
do hotel Ouro Minas, o conselheiro Carlos Degon exaltou Felipe Melo para
Alexandre Mattos. “Felipe não jogou contra o Corinthians. Não foi jogar
contra o Flamengo. Tem de jogar! O que estou chateado é o seguinte. Falta culhão”,
desabafava. Degon chegou a ser candidato a vice-presidente do Palmeiras.
Cuca
ficou muito irritado.
Ele
esperava que Felipe Melo defendesse o time.
O
volante se calou.
O
clima ficou muito pesado após a eliminação da Copa do Brasil.
Felipe
Melo sempre foi um dos líderes.
Os
jogadores o procuravam para conversar.
Cuca
nunca gostou dessa influência.
O
elenco palmeirense segue irritado com o revezamento do treinador.
A
indefinição do time titular.
Felipe
Melo também não estava gostando da falta de sequência.
Das
idas para o banco de reservas.
O
presidente Mauricio Galliotte e Alexandre Mattos foram ao treino hoje.
Cuca
já não escalaria Felipe Melo como titular amanhã contra o Avaí.
E o
volante não teria gostado de ir para a reserva.
Cuca
aproveitou a presença de Galiotte que havia ido cobrar o elenco.
Falou
que não queria Felipe Melo na partida contra o Avaí.
Ele
estaria tumultuando o ambiente.
E
deixou claro que não desejava mais contar com o jogador.
O
presidente concordou com o afastamento do atleta.
Ele
deverá passar a treinar em separado.
Galiotte
sabe que o Flamengo mostrou interesse no volante.
Felipe
Mello já declarou seu amor à Gávea varias vezes.
O
Palmeiras não criará problemas em uma eventual negociação.
O
jogador só quer receber o que combinou com o Palmeiras.
Se
receber a mesma coisa, irá para o Flamengo.
Cuca
explicou aos jogadores a decisão.
Falou
sem rodeios.
“O
Felipe Melo está tumultuando o ambiente.
E não
é hora de termos ninguém tumultuando o ambiente.”
O
rompimento é definitivo.
Ficaria
ridículo Cuca voltar atrás.
Ele
condenou o volante para todos os atletas.
Felipe
Melo foi autorizado a deixar a concentração.
E
segunda-feira deverá treinar.
Já em
separado.
Galiotte
irá aceitar a sugestão de Cuca.
Ele
será liberado para o Flamengo ou qualquer outro clube.
Basta
que essa equipe assuma integralmente os salários do jogador.
Felipe
Melo era muito querido pelos jogadores.
O time
já está pressionado, tenso pela eliminação na Copa do Brasil.
A
distância para o líder do Brasileiro, o Corinthians já são 14 pontos.
A
esperança da conquista do bicampeonato nacional seguido não existe.
Ou
seja, só resta a Libertadores.
O
afastamento de Felipe Melo demonstra o caos que o Palmeiras vive.
O
clube do elenco mais caro do Brasil age como amador.
E
expõe suas entranhas.
Os
motivos para uma campanha tão frustrante.
A
Crefisa confirmou.
Gastou
R$ 115 milhões em atletas para 2017.
Ninguém
gastou tanto com jogadores na América do Sul.
Para
colecionar vexames até agora…

COMENTÁRIOS: