Zé garante Flamengo ofensivo contra Palmeiras: “Vai pra cima deles”

38
Zé Ricardo, do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO
ESPORTE
: O Flamengo reencontra nesta quarta-feira, às 21h45, na Ilha do Urubu,
o rival com quem disputou diretamente o título brasileiro de 2017, o Palmeiras,
atual campeão. Ciente de que Cuca não ficará esperando o Rubro-Negro no campo
de defesa, o técnico Zé Ricardo prega equilíbrio, mas admite: é preciso atacar
o adversário dentro de seus domínios.


Guerra não vem, Tchê Tchê deve jogar mais adiantado. Cuca deve fazer
estratégia. Por muito tempo se exaltou a posse de bola, mas há muitas equipes
trabalhando sem a bola. O futebol muda, vão surgindo novas tendências. Toda vez
que tiver um veneno buscar um novo remédio. Como a torcida canta “vai para
cima deles, Mengo” – afirmou.
– Mas
temos que pensar em ter equilíbrio. Logicamente com responsabilidade, com
possíveis variações, mas não vamos mudar nossa maneira de jogar. Quem quer
subir na tabela deve jogar para frente. Concentrados defensivamente, vamos
buscar bom resultado.
Questionado
por que Flamengo e Palmeiras não cumpriram a expectativa de polarizar a disputa
no alto da tabela em 2017, Zé falou sobre o seu lado. Afirmou que o início
negativo afastou o Rubro-Negro do líder do Brasileiro.
– Muitas
vezes o que a gente planeja não acontece. Fla e Palmeiras acabaram falhando em
alguns momentos, mas temos que buscar nossa recuperação amanhã (quarta). Início
ruim fez com que não tivéssemos na posição que gostaríamos. Sequência que temos
não é fácil. Pontuar dentro e em casa.
Meta de pontos para virar o turno
Ano
passado fechamos o turno com 34 pontos, terminamos em terceiro lugar junto com
o Santos. Quando aspiramos coisa maior temos que pensar acima desses números.
Temos que tentar mais que isso, os 34 pontos do ano passado. Já vimos
campeonatos com aproveitamento mais baixos, mas o Corinthians, com o
aproveitamento que tem, vai forçar que o campeão tenha melhor aproveitamento.
Elencos recheados
Todo
treinador quer ter pré-temporada com elenco definido, mas isso é utópico. A
gente sabe que entrosamento vem com jogos. Tentamos nos poucos treinos fazer
ajustes. Acho que vem acontecendo.
Punição ao Vasco (perda de seis mandos e
multa de R$ 75 mil)
Delicado
falar porque envolve um clube, jogadores, profissionais. Alguma coisa precisava
ser feita, mas não compete a mim fazer comentário. Só queremos que coisas desse
tipo desapareçam dos estádios.

COMENTÁRIOS: