Zé Ricardo justifica rodízio no time do Flamengo: “Risco de lesões”

45
Reservas do time do Flamengo 2017 – Foto: Gilvan de Souza

GAZETA
ESPORTIVA
: O Flamengo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro, com o triunfo
por 2 a 1 sobre o Coritiba, neste sábado, no Rio de Janeiro. Vindo de uma
derrota e dois empates na competição nacional, o técnico Zé Ricardo vem
sofrendo muito com as críticas da torcida, que espera um desempenho mais
regular do elenco considerado um dos melhores do Brasil.

A
partida no Ninho do Urubu começou com gol de Berrío logo aos seis minutos, e
com o Flamengo controlando o confronto. A equipe teve chances de ampliar na
primeira etapa, mas foi para os vestiários com o placar mínimo. Quando a bola
rolou no segundo tempo, em uma bobeada da defesa, o Coxa empatou.
A
partir daí, o que se viu foi um Flamengo desorganizado em campo e sem conseguir
repetir o futebol do início. Quando Zé Ricardo resolveu mexer na equipe, aos 16
minutos, ele sacou Berrío para a entrada de Vinícius Júnior, e desagradou boa
parte da torcida presente, que aplaudiu o jogador e vaiou o técnico.
Em sua
coletiva após o jogo, Zé Ricardo lembrou que decidiu poupar alguns dos
principais jogadores da equipe por conta do desgaste físico, visando os duelos
contra o Santos pela Copa do Brasil e diante do líder Corinthians, na quarta e
domingo, respectivamente. Diego, Cuellar, Márcio Araújo e Réver foram poupados.
Everton, que chegou a fazer o aquecimento, acabou não entrando em campo por
causa de uma gripe.
“Ansiedade
atrapalha um pouco. Alguns estreando hoje desde o início (Geuvânio), outros com
quatro ou cinco partidas sem jogar (Willian Arão e Romulo). O gol cedo do
Coritiba no segundo tempo tirou a tranquilidade. Foi um momento crítico. O
Coritiba teve oportunidades, mas depois equilibramos emocionalmente e
controlamos o jogo. Tivemos bola na trave, gol anulado e, depois de tanto
insistir, chegamos ao gol da vitória”, disse o treinador, aliviado.
“Sabemos
que há campanha longa, jogos desgastantes. Teve jogador que deixamos fora hoje
com sequência de nove jogos, viagens. Percebemos que havia risco aumentado de
lesão. Todos queriam jogar, mas tivemos conversas especificas, tivemos com
Diego”, completou.

COMENTÁRIOS: