Após acusar o Flamengo, Presidente do Santos tem pena reduzida

24
Foto: Divulgação

ESPORTE
INTERATIVO
: O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) acatou o recurso
enviado pelo Santos para tentar a reduzir do presidente Modesto Roma Júnior,
que foi julgado por afirmar, sem provas, que houve interferência externa na
partida contra o Flamengo, no dia 26 de julho, pelas quartas de final da Copa
do Brasil.

Antes
da decisão desta quinta-feira (24), a pena do presidente santista era de 120
dias e R$ 100 mil. Agora, com o recurso aceito pelo Pleno do tribunal, o
dirigente terá que cumprir 30 dias de suspensão e desembolsar R$ 30 mil de
multa.
Como
já cumpriu metade da pena, o presidente só precisará ser substituído em sua
função por mais duas semanas. Nesse período, o vice-presidente Cesar Conforti
continuará interinamente no cargo.

COMENTÁRIOS: