Caetano justifica demissão de Zé do Flamengo: “Não teria reversão”

26
Rodrigo Caetano, diretor do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

O
GLOBO
: O diretor de futebol Rodrigo Caetano se pronunciou nesta segunda-feira
sobre a demissão do técnico Zé Ricardo. O comando do clube comentou a situação
insustentável do treinador depois da derrota para o Vitória na Ilha do Urubu, e
falou que busca um novo profissional para estar á frente da equipe nos moldes
do antecessor, moderno e antenado com o alto nível de performance trabalhado
hoje em dia no Flamengo.


Registramos o nosso pesar na saída do Zé Ricardo, a nossa mea culpa, a gente
tentou fazer de forma diferente esse tempo todo, mas infelizmente depois do
jogo de ontem, tivemos uma reflexão e decidimos fazer uma mudança para trazer
as vitórias de volta. Achamos que os resultados voltariam, mas isso não
ocorreu. Pregamos a continuidade, então lamentamos interromper o trabalho. O
clima ruim transpirou para o campo. Lamentavelmente para o futebol brasileiro –
disse Rodrigo Caetano.
– Qualquer
situação do nosso ambiente interno, ficará interno. Nós não também não viemos
de bons resultados, mas o desempenho trouxe que voltaríamos. Detectamos que não
teria reversão no quadro. Com lamento, pois eu gosto de continuidade. Não
tivemos nem resultado e desempenho ontem. É reverter esse quatro atual.

Ricardo foi demitido na noite de domingo. O presidente Eduardo Bandeira de
Mello e o diretor Rodrigo Caetano, que sempre defenderam o trabalho do técnico,
acabaram sendo convencidos de que a situação era difícil de se reverter sem a
troca no comando.
Na
quarta-feira, pela Copa Sul-Americana, Jayme de Almeida deve ser o técnico de
forma interina. Domingo, o Flamengo enfrenta o Atlético-MG fora de casa pela
primeira rodada do returno do Brasileiro. Na outra semana, inicia as decisões
na semifinal da Copa do Brasil diante do Botafogo.
Pela
Sul-Americana, o time não terá ainda o goleiro Diego Alves. Muralha e Thiago
disputam a vaga.

COMENTÁRIOS: