Conca evolui e deve ganhar chance no Flamengo na Sul-Americana

27
Conca – Foto: GIlvan de Souza / Flamengo

GLOBO
ESPORTE
: Há sete meses no Flamengo, Conca soma apenas 15 minutos em campo –
contra o Fluminense e diante da Ponte Preta. A evolução do argentino é gradual,
mas as chances seguem longe do jogador. No treino desta segunda-feira, no Ninho
do Urubu, ele mostrou desenvoltura, com antigas características do seu futebol:
passe vertical, visão de jogo e chegada à área. A expectativa é que uma chance
apareça no jogo de volta da Sul-Americana, no dia 9 de agosto.

No dia
a dia, o argentino tem feito sessões extras para aprimorar a forma física,
geralmente com circuitos físicos e arranques acompanhados do preparador Daniel
Gonçalves. Na avaliação de Zé Ricardo e da comissão técnica, porém, ainda falta
para chegar na condição física ideal. Em outras palavras, para jogar, Conca vai
ter que provar que, além de usar a técnica refinada de sempre, vai contribuir
na organização tática e na marcação do time.
Hoje,
Zé Ricardo vê Mancuello à sua frente – em jogos de competições da CBF (Copa do
Brasil e Brasileiro), há um limite de cinco estrangeiros. Há quatro titulares
sul-americanos (Trauco, Cuéllar e Guerrero), um outro que entra em todas as
partidas (Berrío) e o compatriota de Conca que ganha a vaga do banco
(Mancuello).
Contratado
com festa da torcida no fim do ano passado, Conca entrou em campo pela última
vez dia 18 de junho, nos últimos minutos contra o Fluminense. De lá para cá,
foi para o banco em apenas mais quatro partidas no Brasileiro (Chapecoense,
Bahia, Grêmio e Cruzeiro) e uma na Copa do Brasil (Santos). Questionado sobre o
planejamento para Conca, o diretor de futebol Rodrigo Caetano lembrou a
concorrência interna.
– É
uma decisão técnica, mas se ele está aqui o interesse é de utilizá-lo.
Lembrando, porém, que temos seis estrangeiros. É uma decisão que passa pelo Zé
Ricardo. Não é simples assim. Quem vai decidir é o Zé lá na frente (sobre
participação na Sul-Americana) – disse o diretor de futebol.

COMENTÁRIOS: