Ederson ganha “presente” e revê jogadores do Flamengo

21
Ederson e Rodinei no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO
ESPORTE
: Duas semanas após a cirurgia para retirar um tumor do testículo, o
meia Ederson segue otimista com o resultado do seu tratamento. No começo da
semana passada, o jogador iniciou a fase da quimioterapia para tratar o câncer,
etapa que deve durar três meses. Nesta sexta, ele conseguiu liberação para
reencontrar os companheiros no CT do Flamengo logo após a classificação para a
final da Copa do Brasil.

No
Ninho do Urubu, Ederson também fez exercícios leves na bicicleta da academia.
Ele teve aval médico uma vez que, nesta semana, realizou a quimio apenas uma
vez e se sentiu bem disposto. Na primeira semana, as sessões de quimioterapia
tinham ocorrido todos os dias.
Visitar
novamente os companheiros de Flamengo era uma das vontades do meia nesta semana
importante para o grupo. O encontro ocorreu logo na reapresentação do elenco
após a vitória por a 1 a 0 sobre o Botafogo e a classificação para a final da
Copa do Brasil. Depois, Ederson participou de um rápido e descontraído
churrasco.
Torcida, por enquanto, só na televisão
A
torcida pelos companheiros tem sido apenas pela televisão. Nesta fase do
tratamento, os médicos não recomendam que ele frequente locais com aglomeração
de pessoas. É uma precaução para evitar, por exemplo, resfriados. A imunidade
fica mais baixa durante a quimioterapia.
Proximidade com a família
Além
de dedicar o maior tempo possível para o filho, Alessandro, e sua esposa,
Patrizia, Ederson teve reforços no apoio familiar. Seus parentes que moram em
São Paulo estão vindo com frequência visitá-lo. A mãe, inclusive, segue no Rio
de Janeiro.

COMENTÁRIOS: