Emboscada a Flamenguistas envolveu Organizadas de Bota e Vasco

95
Torcedores de Vasco e Botafogo presos – Foto: Divulgação

MARLUCI
MARTINS
: O Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) avaliou de
forma positiva a segurança no entorno e dentro do Engenhão, no confronto entre
Botafogo e Flamengo, na última quarta-feira, pela semifinal da Copa do Brasil.
E garante que não vê riscos na realização da segunda partida, entre os dois
clubes, na próxima quarta, no Maracanã.

– Não
tivemos confronto entre torcidas no estádio. No próximo jogo, tomarecmos os
mesmos procedimentos, faremos a escolta das torcidas da mesma forma – avaliou o
comandante do Gepe, major Sílvio Luiz: – O principal problema que tivemos no
Engenhão foi um confronto entre a Fúria e a cavalaria. Jogaram fogos e
garrafas.
O
maior incidente relacionado ao jogo ocorreu bem longe do estádio, em Madureira,
onde integrantes da tocida Fúria, do Botafogo, fizeram uma emboscada para
agredir rubro-negros. Segundo o comandante do Gepe, 49 pessoas, a maioria
ligada à facção alvinegra, estão detidas na Cidade da Polícia devido à
confusão.
– Por
volta das duas da madrugada, houve o confronto. A Fúria, com torcedores da
Força Jovem e da Ira Jovem, do Vasco, esperaram os rubro-negros em Madureira.
Estavam com paus, barras de ferro e houve até disparo de arma de fogo – relatou
o major, informando que um policial e um torcedor rubro-negro foram feridos.

COMENTÁRIOS: