Estádio, orçamento, gestão… Flamengo discute futuro em reunião

64
Projeto de estádio para o Flamengo – Foto: @neocrf

GLOBO
ESPORTE
: Em reunião do início da tarde até a noite desta sexta-feira, a
diretoria discutiu o futuro do Flamengo e projetou estratégias de crescimento a
médio e longo prazo. A construção de estádio particular esteve na pauta, mais
fria do que era esperado, depois de semana tumultuada com protestos no
desembarque do time na chegada ao Rio e derrota para o Santos.

Na
quinta colocação do Brasileiro, o Flamengo busca a paz para não desgarrar do
pelotão de cima da tabela. Neste domingo, às 11h, o time enfrenta o Vitória sem
Paolo Guerrero. O atacante peruano tem estiramento grau 2 na coxa direita e vai
parar por pelo menos 15 dias. Há esperança de tê-lo contra o Botafogo, no
primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, dia 16.
No
encontro, realizado num hotel no Centro do Rio, a diretoria definiu a readequação
orçamentária, que será levada aos conselhos do clube na próxima terça-feira. A
venda de Vinicius Junior e outros dividendos fazem o clube projetar receita em
2017 superior a R$ 600 milhões, recorde na Gávea.
Uma
consultoria contratada pelo Flamengo acompanha os trabalhos e vai preparar
relatório com sugestões de melhorias de procedimentos e metodologia no clube,
que vão do patrimônio, passam pelos esportes olímpicos até o futebol,
carro-chefe.
Apesar
da apreensão com a queda de rendimento no ano, o futebol esteve alheio à
discussão central da reunião. O diretor de futebol Rodrigo Caetano participou
do encontro com os vice-presidentes e outros diretores do clube. A mensagem que
o departamento de futebol tenta passar é que não há motivo para maiores
preocupações e que o time vai voltar aos trilhos.
A
reunião continua neste sábado, quando deve haver detalhamento maior de cada
área do Flamengo.

COMENTÁRIOS: