Éverton Ribeiro volta ao Flamengo com a sombra de Berrío

30
Berrio e Everton Ribeiro comemorando gol do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO
ESPORTE
: Principal contratação do Flamengo, Éverton Ribeiro era um dos
jogadores “excluídos” da Copa do Brasil que vibrou muito com a
classificação para a final após a vitória sobre o Botafogo. Na última
quarta-feira, viu de perto Berrío, um “rival” pela posição, decidir a
partida em grande jogada que terminou no gol de Diego.

Além
da concorrência no estrelado time rubro-negro, Éverton Ribeiro volta ao time
neste domingo, às 16h, na Ilha do Urubu, contra o Atlético-PR, na luta por
tricampeonato particular: o de líder de assistências do maior campeonato do
país. Em 2013 e 2014, sobrou no quesito pelo Cruzeiro – em temporadas de grande
desempenho pela Raposa.
Pela
Raposa, deu 11 passes para gol na competição de 2013 (em 35 jogos) e de 2014
(31 partidas) – marcou sete e seis vezes, respectivamente, nos títulos pelo
time mineiro.
Em 12
jogos pelo Flamengo, no Brasileiro, Éverton Ribeiro já deu quatro passes para
gol. Se ainda está distante do líder, o tricolor Gustavo Scarpa, com três a
mais, o meia-atacante é o principal no quesito pelo Fla. De característica
diferente de Berrío, ele participa mais do jogo, mesmo quando atua no lado
direito do ataque – sem Diego, assume o papel de “camisa 10”, na
criação das jogadas.
– A
concorrência com o Berrío é boa para nossa equipe. Mesmo quem está bem no time
sabe que tem outro no elenco também esperando oportunidade e que também vai
jogar bem. O Flamengo só tem a ganhar com isso, e nós mesmos crescemos de
produção com tanta qualidade no grupo – disse Éverton Ribeiro.
Com
maior presença na área, nas finalizações e menos fixo num setor do campo,
Éverton Ribeiro é o segundo jogador que mais vezes colocou companheiros em
condições de finalizar – 24 contra os 26 de Diego e de Everton.
Confira
os números completos do camisa 7 do Flamengo no quadro abaixo, em comparação de
estilos com Berrío, no Brasileirão. Os números são do site
“Footstats”. Mais abaixo, compare o mapa de calor dos dois atletas,
segundo o “WhoScored”.

Apesar
da disposição para jogar em mais de uma função pelo Flamengo, Éverton Ribeiro
se sente bem na ponta direita e puxando ataques caindo pelo meio do campo. Ele
lembra que foi assim que atuou pelo Cruzeiro nas duas campanhas vitoriosas pela
Raposa.
    – Joguei exatamente assim pelo Cruzeiro.
Saindo da direita e caindo para o meio. Já estou adaptado com essa função –
afirmou o jogador do Flamengo.
Ele
compensa a frustração de não poder atuar contra o ex-time com muita torcida
pelos companheiros. Éverton tem ido a todos os jogos e é presença constante no
vestiário.
– Está
sendo bem nervoso ver de fora, não poder jogar, mas estamos muito felizes de
ver o grupo correspondendo à altura do Flamengo, vê-los chegarem à final. Fico
na maior torcida possível para a gente ganhar para fortalecer ainda mais nosso
grupo e nosso trabalho – comentou o jogador.

COMENTÁRIOS: