Flamengo se destaca na integração da Base com o Profissional

113
Lucas Paquetá e Vinicius Júnior, do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

ESPN: Flamengo
e Atlético-PR, adversários na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, que
acontece domingo, às 16h, no RJ, sempre se notabilizaram por fazerem bons trabalhos
nas categorias de base. Na competição nacional deste ano, os dois Rubro-Negros
estão entre os clubes que mais colocaram jogadores formados no clube para
atuar, 20 no total. A equipe carioca já colocou 8 atletas da base, enquanto
o Furacão, 12.

O
reflexo disso pode ser visto de diferentes maneiras, mas a verdade é que tanto
Flamengo quanto Atlético-PR adotaram estilos parecidos, mesclando jogadores
experientes com muitos novatos, e conseguiram resultados interessantes na atual
temporada.
Mesmo sem
ter conquistado títulos, o Atlético-PR deixou a Copa Libertadores com um saldo
positivo, após ter feito uma grande partida diante do Santos, na Vila Belmiro,
e de ter ficado com o vice-campeonato Estadual jogando praticamente com seu
time sub-23. No Brasileiro, vem de cinco jogos sem perder, com 4 vitórias e 1
empate, e está no bloco de times que briga por uma vaga na Copa Libertadores.
Já o Flamengo, na 5ª posição do BR, chegou à final da Copa do Brasil.
Os
dois clubes já deixaram claro que vão continuar utilizando jogadores da base,
independentemente de resultados. É algo que traz retorno técnico –comprovado
com as atuações dentro de campo, e gera fluxo de caixa, com a venda cada vez
mais iminente para o mercado europeu –recentemente, o volante atleticano Otávio
foi negociado por R$ 25,8 milhões para o Bordeaux, da França. Já o Flamengo
negociou Vinicius Jr. com o Real Madrid pelo montante de R$ 164 milhões.
O
Atlético-PR, comprovadamente nos últimos anos, notabilizou-se por ser um
autêntico formador de base e um bom vendedor. Foi por meio da venda de pérolas
como Dagoberto, Rhodolfo, Manoel, Marcelo Cirino, Fernandinho, Jadson e Hernani
que o clube conseguiu bancar a reforma de sua moderna Arena da Baixada, que
hoje se tornou mais do que um estádio de futebol, e sim um espaço multiuso para
receber shows e eventos internacionais e a única com teto retrátil do país,
além de seu luxuoso centro de treinamento.
O CT
atleticano do CAJU serve como integração entre as categorias amadoras e o
profissional, envolvendo sete campos, centro de excelência médica, alojamento e
tendo inclusive aulas de inglês obrigatórias para os garotos. Além disso, o
clube adota uma filosofia muito parecida com a do inglês Southampton, ao
firmar-se da elite do futebol nacional, conquistar resultados expressivos e
alcançar a disputa de competições internacionais, além de ser um celeiro de
revelações.

COMENTÁRIOS: