Flamengo tem a quarta melhor defesa da temporada

24
Réver e Juan comemorando gol do Flamengo contra o Avaí – Foto: Staff Images

SUPER
RAIO-X
: Mas não é de hoje que a defesa são-paulina é um problema. Desde o
começo da temporada, quando a equipe ainda era (mal) treinada por Rogério Ceni,
os números se mostravam absurdos, chegando a ter o setor defensivo mais vazado
entre aqueles que disputam a Série A. Atualmente, o Atlético-GO, lanterna do
Brasileirão, passou a ter esse status, porém com uma diferença muito pequena
para o Tricolor paulista.

Embora
para os olhos mais racionais ter uma defesa com números semelhantes ao do
último colocado do campeonato nacional não seja normal, para muitos outros a má
fase já está contornada e o título se aproxima. 
Não surpreende, são os mesmo que se encantavam com o time de Ceni e
demoraram quase um semestre para cair na real. Há muito a ser feito.
Isso
não acontece com o Corinthians, líder invicto do Brasileirão. Os motivos dessa
liderança não são poucos, mas um deles chama a atenção e escancara a diferença
para os demais adversários: a defesa impecável. O Timão é também o primeiro
colocado no ranking de média de gols sofridos entre os clubes que disputam a
Série A.
Os números
do setor defensivo corintiano são tão bons que a média é de um gol sofrido a
cada dois jogos. Um time que não é vazado, dificilmente é batido, e esse é o
espírito de Fábio Carille e seus comandados desde o início de 2017. Tudo isso
dá confiança ao grupo e aos torcedores, que podem sim se apoiar no favoritismo
para ganhar o Brasileirão. Como uma organização tão sólida, é difícil pensar
que haverá alguma mudança drástica daqui até as últimas rodadas.
Veja o ranking de média de gols sofridos:
Corinthians
– 0,55 gol sofrido por jogo
Bahia
– 0,76 gol sofrido por jogo
Cruzeiro
– 0,79 gol sofrido por jogo
Flamengo
– 0,83 gol sofrido por jogo
Santos
– 0,86 gol sofrido por jogo
Grêmio
– 0,89 gol sofrido por jogo
Atlético-MG
– 1,00 gol sofrido por jogo
Avaí –
1,02 gol sofrido por jogo
Coritiba
– 1,03 gol sofrido por jogo
Botafogo
– 1,04 gol sofrido por jogo
Palmeiras
– 1,05 gol sofrido por jogo
Sport
– 1,05 gol sofrido por jogo
Vitória
– 1,11 gol sofrido por jogo
Ponte
Preta – 1,15 gol sofrido por jogo
Vasco
– 1,22 gol sofrido por jogo
Atlético-PR
– 1,24 gol sofrido por jogo
Fluminense
-1,25 gol sofrido por jogo
Chapecoense
– 1,25 gol sofrido por jogo
São
Paulo – 1,29 gol sofrido por jogo
Atlético-GO
– 1,31 gol sofrido por jogo

COMENTÁRIOS: