Futebol sem fronteiras…

39
Reinaldo Rueda, técnico do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GILMAR
FERREIRA
: Foi no mínimo deselegante a declaração de Jair Ventura sobre o
aproveitamento de técnicos estrangeiros no mercado nacional _ referindo-se, é
claro, à chegada do colombiano Reinaldo Rueda ao Flamengo.

Porque
ainda que ele tenha vindo a público, pouco mais de doze horas depois explicar
sua tese protecionista, melhorando-a mais tarde numa entrevista coletiiva, o
“boas vindas às avessas” 48h antes dos jogos eliminatórios contra o
time de Rueda pela semifinal da Copa do Brasil, soou como picuinha entre
rivais.
Eentre
outros sentimentos…
CONFESSO:
num primeiro momento, mais pareceu discurso de um ultrapassado e recalcado
profissional do que o de um jovem e competente técnico preocupado com o futuro
da classe.
Depois,
vi que Jair Ventura falava sério, queixando-se, inclusive, do tratamento
dispensado a técnicos brasileiros que se candidatam a trabalhar fora do país _
o que não é verdade.
Ao
longo dos anos, não foram poucos os que dirigiram times no exterior.
E não
só em mercados como Emirados Árabes, Arábia Saudita, Japão ou coisa que o
valha.
LAZZARONI
treinou a Fiorentina..
Jair
Pereira comandou o Atlético de Madrid…
Parreira
trabalhou no Valencia…
Vanderlei
foi técnico do Real Madrid…
Paulo
Autuori e Marinho Peres fizeram carreira em Portugal…
Abel
Braga e Ricardo Gomes tiveram passagens em clubes franceses…
Felipão
chegou a Inglaterra, depois à China…
Zico
rodou por Turquia, Grécia e Rússia…
Leonardo
iniciou no Milan e na Internazionale… enfim, não faltam exemplos.
APOSTEM,
o assédio não é maior por incapacitação dos brasileiros.
E
quando surge o interesse, mera possibilidade, a negociação não evolui.
Ora
por causa do idioma, ora pela inadequação aos parâmetros exigidos nos grandes
centros, ora pelos dois aspectos.
Tanto
Rueda, quanto Osório, citando os colombianos mais falados, se pós-graduaram em
Universidades da Alemanha e da Inglaterra, respectivamente.
E lá
se atualizam, regularmente.
Natural
então que possam ter algo a mais a oferecer.
E se
tiverem algo interessante a oferecer, por que não aprender com eles?
JAIR
VENTURA é um dos mais talentosos técnicos da nova geração, tem idade e talento
para solidificar a carreira.
E se
investir nos estudos abertos ao mundo globalizado, desbravará fronteiras…

COMENTÁRIOS: