Gilmar Ferreira cobra cuidado ao Botafogo ao acusar o Flamengo

32
Presidente Carlos Eduardo Pereira, do Botafogo – Celso Pupo / Fim de Jogo

GILMAR
FERREIRA
: Há coisas que só acontecem mesmo ao Botafogo: nesta semana, o
presidente Carlos Eduardo Pereira levantou a voz num grito de alerta contra o
que julga ser um possível favorecimento das arbitragens ao Flamengo, próximo
adversário nas duas partidas semifinais da Copa do Brasil.

Na
última segunda-feira, o jornal a Folha de São Paulo publicou um levantamento
dos 32 erros já constatados em análises técnicas da própria CBF, onde se vê que
o Botafogo é um dos quatro clubes mais beneficiados pelas falhas dos árbitros
neste Brasileiro _ ao lado de Corinthians, Cruzeiro e Santos.
A BEM
DA VERDADE, o Glorioso aparece também entre os quatro mais prejudicados, em
companhia de Chapecoense, Vitória e Sport.
Entre
as 32 marcações equivocadas, 16 envolvem a interpretação dos casos de pênaltis,
oito de impedimento e seis de faltas fora da grande área.
Nos
casos de erros de penalidade máxima, 13 são de faltas não marcadas, dois de
infrações inexistentes e um de falta marcada fora da área.
A
CURIOSIDADE: o auxiliar Pablo da Costa, que marcou um impedimento inexistente
do centroavante Jô, anulando um gol do Corinthians na partida contra o
Flamengo, é o mesmo que há duas semanas não marcou impedimento do atacante Roger,
no primeiro gol do Botafogo na vitória de 2 a 1 sobre o Sport.
Foram
os dois únicos erros apontados pelo CBF nos sete jogos que o bandeira (agora
afastado) trabalhou neste Brasileiro.
PORTANTO,
há que se ter cuidado nas avaliações precipitadas.
Creio
que o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira, que vive reclamando de erros
contra o seu time, já aprendeu essa lição…

COMENTÁRIOS: