Maurício Prado detona Márcio Araújo: “Medíocre, inútil e trapalhão”

16
Márcio Araújo em Santos x Flamengo – Foto: Staff Images

RENATO
MAURÍCIO PRADO
: O Flamengo fazia um de seus melhores jogos no Brasileiro.
Vencia por 2  a 1, no Pacaembu (gols de
Éverton Ribeiro e Felipe Vizeu), apesar de o protegidinho do técnico, Zé
Ricardo, e do presidente Eduardo Bandeira de Mello,  já ter falhado grotescamente, no primeiro gol
do Santos. Mas era pouco: ele fez outra tremenda lambança e driblou a si mesmo,
numa ridícula tentativa de antecipação, deixando livre o adversário, que
acertou um chutaço e empatou a partida. Daí, para a derrota foi um passo.

Sim,
Rodinei tinha sido expulso antes, deixando o Fla com um a menos, exatamente
quando o rubro-negro era dono do jogo. Sim, Juan, no primeiro tempo, e Vizeu
(que entrou no lugar de Guerrero, que sentiu o músculo posterior da coxa), no
segundo, perderam gols feitos, cabeceando para fora, quando estavam livres,
dentro da área. Sim, houve ainda um lance confuso em que Réver marcou, mas
estava ligeiramente avançado, no início do lance e, no rebote, a bola resvalou
em seu braço, colado no corpo.
O que
não se pode admitir é a absurda insistência com um jogador medíocre, inútil e
trapalhão, como o péssimo volante predileto de Zé Ricardo e do presidente.
Alegando
cansaço de alguns titulares, o treinador escalou Rodinei, no lugar de Pará,
Renê no de Trauco e, por méritos, efetivou Wiliam Arão, novamente. Mas em vez
de fazer o que seria correto, colocá-lo no lugar de Márcio Araújo, mantendo
Cuellar, preferiu barrar o estrangeiro, mantendo o seu querido, que é também
assumidamente protegido do presidente.
Diante
de tal absurdo, apesar dos bons momentos do Flamengo na partida, só resta mesmo
dizer “BEM FEITO”! A vitória teria colocado o Flamengo de novo no G-4. A
derrota o deixou perto de sair do G-6 (que garante vaga na Libertadores).
Senão
ganhar a Copa do Brasil ou a Sul-Americana, a temporada será ridiculamente
perdida, num ano em que tantos bons reforços foram contratados. Mas o que
adianta trazer jogadores que podem fazer a diferença, pro lado positivo, se
continua no time aquele que sempre desequilibra, a favor do rival?
Parabéns
aos envolvidos.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here