Muralha e Carli desfalcam Flamengo e Botafogo. Quem sente mais?

20
Foto: Divulgação

ESPORTE
INTERATIVO
: Na próxima quarta-feira (23), Botafogo e Flamengo voltam a se
enfrentar pela semifinal da Copa do Brasil, no Maracanã, às 21h45 (de
Brasília). No segundo tempo do jogo de ida, que terminou 0 a 0, o árbitro
expulsou Muralha (goleiro do Rubro-Negro) e Joel Carli (zagueiro do Alvinegro).
Os prováveis substitutos serão Thiago e Marcelo.

Como
são jogadores essenciais no esquema tático de Botafogo e Flamengo, o Esporte
Interativo levantou a questão: qual técnico saiu perdendo, Jair Ventura ou
Reinaldo Rueda? Alguns comentaristas da casa opinaram sobre o assunto. O
primeiro a ponderar a respeito da discussão foi Fernando Campos.
“Apesar
do Marcelo ter provado com a camisa do Botafogo que ele pode ser muito útil e
ter muito potencial, eu vejo o Botafogo sentindo mais a ausência do Joel Carli.
A gente está falando de um dos melhores zagueiros do país. Segundo que é um
jogador com perfil copeiro. Tem a experiência que pode ser fundamental para um
a possível classificação do Botafogo. Em uma atmosfera adversa, dentro do
Maracanã, com 90% do estádio torcendo para o Flamengo… Então acho que, dentro
dessa comparação, o Botafogo vai sentir mais a ausência do Carli que o Flamengo
do Muralha”.
Vitor
Sérgio Rodrigues, assim como Fernando Campos, acha que o maior prejudicado foi
o Botafogo. O comentarista valorizou a liderança do argentino em campo e ainda
ressaltou o fator técnico do defensor, que, segundo ele, é o melhor zagueiro do
elenco alvinegro.
“Eu
acho que quem mais perdeu foi o Botafogo. Carli é um jogador importantíssimo
para o time do Botafogo por dois motivos: técnico e liderança. Ele é o melhor
zagueiro do time, ótimo nas bolas paradas, tanto ofensiva e quanto defensiva.
Ele comanda o time em campo, ele é meio que um representante do Jair (técnico)
dentro de campo. Por esses aspectos, acho que o Botafogo perde mais. Já entre
Muralha e Thiago não tem muita diferença. Os dois são pouco confiáveis… A
sensação de insegurança com os dois existe. Talvez você colocaria o Muralha
pela experiência. Os dois, para mim, estão em uma situação que qualquer um que
seja escalado, havia contestação. Não é o caso de Carli. Por esses motivos, que
eu acho que o Botafogo sai perdendo”.
Outro
a dizer que o Botafogo saiu perdendo foi Bruno Formiga nessa
“disputa” com o Flamengo. Segundo o comentarista, a saída de Muralha
para a entrada de Thiago não muda o nível.
“Sem
dúvida o Botafogo sai prejudicado. Carli é liderança e referência. Desde que
voltou mantém enorme regularidade. Já Muralha é sempre posto em xeque. Não
passa segurança e seu substituto é do mesmo nível ou melhor”.
Gilmar
Ferreira, outro comentarista da casa, também votou no Botafogo como o
prejudicado. Para ele, o Alvinegro sai perdendo “um pouco”.
“Em
tese, o Botafogo sai um pouco mais prejudicado pelo fato de Joel Carli ter mais
assiduidade no Botafogo do que Alex Muralha no Flamengo. Conta também a
liderança exercida pelo zagueiro argentino. A ausência de Muralha, que não
vinha atuando com regularidade, reabre espaço para o jovem Thiago, que não tem
a experiência do companheiro, mas compensa pela boa estatura, reflexo e
elasticidade”.
Felipe
Rolim foi o único a considerar que o Flamengo é o mais prejudicado na história.
Para ele, a falta de ritmo de Thiago, o provável substituto de Muralha (Diego
Alves não está inscrito na Copa do Brasil), vai fazer a diferença.
“Quem
mais perdeu foi o Flamengo. Porque ficou a semana inteira a dúvida na cabeça de
Rueda. Se ele escalava Diego Alves ou Thiago contra o Atlético-GO e acabou
optando pelo Diego. Thiago vai entrar sem ritmo de jogo, o que prejudica o
Flamengo”.

COMENTÁRIOS: