Muralha vira dor de cabeça para o Flamengo nas finais

36
Ãlex Muralha, goleiro do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

UOL: A
eliminação da Primeira Liga foi apenas mais um capítulo do inferno astral que o
goleiro Alex Muralha vive no Flamengo. O camisa 38 caiu em desgraça com a torcida
e não recuperou o terreno perdido às vésperas das finais da Copa do Brasil
contra o Cruzeiro, dias 7 e 27 de setembro.

Muralha
foi o personagem do revés para o Paraná na Primeira Liga. Recheado de reservas,
o Flamengo vencia com um gol de Everton Ribeiro. O goleiro, no entanto, aceitou
chute de muito longe de Renatinho e proporcionou aos visitantes levar a decisão
da vaga na semifinal para os pênaltis.
O
desempenho, que já era ruim, só piorou. Muralha não chegou perto de defender
nenhuma cobrança. Vinicius Júnior e Lucas Paquetá perderam. O Flamengo saiu da
competição e o alerta foi ligado, principalmente em razão de Diego Alves não
estar inscrito na Copa do Brasil.
Desta
forma, a tendência é a de que o técnico Reinaldo Rueda escale o jovem Thiago
para as finais contra o Cruzeiro. Em má fase técnica e emocionalmente abalado,
Alex Muralha aparece como uma escolha arriscada no momento.
Nas
redes sociais, a torcida criticou bastante o goleiro e iniciou a campanha para
que Thiago seja confirmado no time titular para os duelos diante dos mineiros.
Em 180 minutos, o Flamengo tem a chance de conquistar o tetracampeonato e ainda
de se garantir antecipadamente na Copa Libertadores de 2018.
“Tomarei
a decisão no momento certo. Teremos uma semana de trabalho para isso”,
limitou-se a dizer o técnico Reinaldo Rueda.

COMENTÁRIOS: