Números mostram qualidade e ofensividade do time do Flamengo

74
Diego vibrando com gol pelo Flamengo – Foto: Buda Mendes/Getty Images

SITE
OFICIAL DO FLAMENGO
: O Flamengo tem despontado, nos últimos meses, como uma das
maiores potências do futebol brasileiro. Além de se sagrar campeão estadual em
2017, o Mais Querido briga pelas primeiras colocações no Campeonato Brasileiro,
está na final da Copa do Brasil e tem ainda chances na Copa CONMEBOL
Sul-Americana e na Copa da Primeira Liga. E não é apenas nas tabelas que a
qualidade do futebol rubro-negro se reflete – diversos outros números comprovam
este fato.

Mesmo
sendo um dos clubes que mais disputou jogos no ano – são 56 até agora-, o Mais
Querido tem o segundo maior aproveitamento: 64,9%. São 31 vitórias e 16 empates
– em números absolutos, o Fla é o time que mais venceu em 2017. O Rubro-Negro
já marcou 101 gols e sofreu menos da metade (47) em jogos oficiais.
Segundo
o Footstats, o Mais Querido é o segundo time com mais passes certos no
Campeonato Brasileiro – são 8651; o segundo time que mais acertou finalizações
(119); tem o terceiro ataque mais artilheiro (31 gols); e é o time que mais
acertou cruzamentos (134).
100 gols

O Mais
Querido tornou-se, no último dia 27, o primeiro clube brasileiro a passar da
marca de 100 gols marcados em jogos oficiais em 2017. O feito não acontecia
desde 2014, quando o Flamengo terminou o ano com 108 gols marcados. O recorde
do século XXI é de 2002, quando foram 123 gols.
Paolo
Guerrero, com 19 gols, puxa a fila da artilharia. Em seguida, vêm Diego (12);
Leandro Damião e Everton (8) e Willian Arão (7). A lista fica completa com
Berrío (6); Mancuello, Rodinei, Trauco, Felipe Vizeu e Everton Ribeiro (4);
Matheus Savio, Réver e Vinicius Jr (3); Gabriel e Paquetá (2); Cuéllar, Juan,
Renê, Rafael Vaz, Romulo, Pará e Geuvânio (1). O Mais Querido teve ainda um gol
contra a seu favor, contra o Macaé, pelo Campeonato Carioca.
O
Flamengo marcou 4 gols ou mais em 90 minutos em 8 oportunidades: 4 a 1 contra o
Boavista; 4 a 0 contra o Nova Iguaçu; 4 a 0 contra o Madureira; 4 a 0 contra o
San Lorenzo-ARG; 5 a 1 contra a Portuguesa-RJ; 5 a 1 contra a Chapecoense; e 5
a 2 e 5 a 0 contra o Palestino-CHI.
A Ilha
do Urubu desponta como palco de maior parte destes gols – são 24 marcados na
casa rubro-negra. Em seguida, vêm Raulino de Oliveira (18), Maracanã (16) e
três estádios empatados na quarta colocação: Engenhão, Serra Dourada e La
Cisterna, em Santiago, no Chile – todos palcos de cinco gols rubro-negros no
ano. O Fla balançou a rede ainda da Arena das Dunas, Mané Garrincha e Moça
Bonita (todos quatro vezes); Arena da Baixada, Vila Belmiro e Pacaembu (duas
vezes); e Bezerrão, Fonte Nova, Itaquerão, Kleber Andrade, Mineirão, Nuevo
Gasómetro, Ressacada, São Januário (um gol em cada).

COMENTÁRIOS: