Uniforme do Flamengo irrita Kleber Leite: “Amarelo é o cacete”

36
Jogadores do Flamengo com a camisa amarela – Foto: Staff Image

KLEBER
LEITE
: Duvido que qualquer pessoa, minimamente familiarizada com o velho
esporte bretão, rubro-negro ou não, possa afirmar que a vitória do Santos, por
3 a 2, foi um resultado justo. Neste jogo, o Flamengo conseguiu a proeza de
perder quatro gols pra lá de feitos, sendo três no primeiro tempo e, um no
segundo.

Guerrero,
Juan e Vizeu – por duas vezes – perderam gols inacreditáveis. O primeiro gol do
Santos, obra do acaso, fruto de um bate-rebate. Em síntese, era dia do Santos.
Todos os santos estavam de branco…

Ricardo, como novidade – que a bem da verdade já deixou de ser – começou com os
laterais até então reservas e, manteve Wiliam Arão. Das “novidades”, destaque
para Arão que parece ter readquirido a antiga dinâmica. Rodnei e Renê, o de sempre.
Nada demais. Aliás, por parte de Rodnei, expulso, de menos.
Confesso
que esta insegurança do treinador, meio perdido, não sabendo quem é quem,
começa a me incomodar. Será possível que depois de tanto tempo seja
problemático se definir o time próximo ao ideal? Este entra e sai é uma clara
demonstração de insegurança.
Com a
vitória do Corinthians, ficou quase impossível imaginar a conquista do título.
Pior do que isso, é que além do Campeonato Brasileiro, estamos disputando a
Copa do Brasil e a Sul-Americana em momentos decisivos e, sem a confiança
necessária. E, ainda pior, é que na Copa do Brasil jogadores importantes não
puderam ser inscritos.
Hoje,
a sorte foi madrasta. Agora, pior de tudo, foi ver o Flamengo abrir mão do
Manto Sagrado para jogar de amarelo. A sorte soprou para o Santos.
São
Judas até deve ter passado pelo Pacaembu, mas como as cores que simbolizam os
clubes que jogavam nada tivessem a ver com a sua paixão RUBRO-NEGRA, até pelo
adiantado da hora, foi dormir…
Desculpem,
mas como diria o filósofo popular, e grande rubro-negro, Ancelmo Gois, “amarelo
é o cacete”!!!

COMENTÁRIOS: