Bruno Mezenga, ex-Flamengo, dá conselho a Vinicius Júnior

78
Bruno Mezenga no Flamengo – Foto: Fábio Castro./Agif/Gazeta Press

LANCE:
De joia do Flamengo a uma trajetória de cigano no futebol. Hoje aos 29 anos,
Bruno Mezenga inicia seu sétimo ano na Turquia, onde defende as cores do
Eskisehirspor, da Segundona do país, projetando ainda mais pavimento em sua
trajetória no Velho Continente.

Em
entrevista ao LANCE!, o atacante contou uma curiosa história na Turquia, em que
passou por uma gafe por conta de hábitos locais, aconselhou a atual joia
Vinícius Júnior e, ainda sobre o Fla, se animou com um novo retorno ao clube
rubro-negro. Ele também falou de sua fase atual e passada.
– Já
estou muito bem adaptado aqui (Turquia). Mas a história mais curiosa foi logo
no início, quando cheguei à Turquia. Como é hábito no Brasil, após o treino
cheguei ao vestiário e tirei a roupa para tomar banho. Assim que me viu fazendo
isso, o roupeiro veio correndo para me entregar uma toalha, pois lá, por razões
culturais, as pessoas não expõem as partes íntimas na frente das outras. Foi
bastante engraçado e só entendi depois, quando ele me explicou – iniciou a
conversa.
Na
última temporada, a primeira dele no Eskisehirspor e a sexta consecutiva na
Turquia, onde já havia defendido o Orduspor e o Akhisar, Mezenga marcou 17 gols
e ajudou sua equipe a chegar aos playoffs, porém foram eliminados nos pênaltis
e, por isso, não chegaram à elite do futebol local.

Espero, do ponto de vista individual, mais uma vez ter bons números. Já
individualmente só estamos pensando no acesso – prosseguiu.
Como
em 2005 a equipe do Flamengo passava por uma escassez de atacante, Bruno
Mezenga foi catapultado ao profissional aos 16 anos. Fez pouco sucesso e não
alcançou as expectativas. Embora a fase estrutural e técnica do clube carioca
tenha melhorado, Vinícius, hoje, passa por um processo símile ao de Bruno, só
que com uma diferença considerável: o badalado acerto com o Real Madrid por 45
milhões de euros (cerca de R$ 162 milhões). A antiga promessa, a pedido da
reportagem, aconselhou a nova do Ninho do Urubu.
– Ele
parece ser, de fato, muito talentoso e tem tudo para brilhar futuramente. O
conselho que eu dou é ter paciência, trabalhar bastante e não se deixar levar
pela euforia de quem quer que seja. Se ele mantiver o foco, terá grandes
chances de chegar longe – opinou Mezenga, completando a respeito do desejo de
voltar a vestir a camisa rubro-negra:

Ficaria muito feliz e honrado se voltasse a ter essa oportunidade, devido a
tudo que vivi no Flamengo. Foram doze anos lá dentro, com muitas conquistas e
amigos feitos.
CONFIRA
OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA
FARIA ALGO DIFERENTE EM 2005?
Não
mudaria nada. Sempre dei muito duro para chegar ao profissional. Assim que subi
me deram algumas oportunidades, mas infelizmente o time não passava por um
momento muito bom. Acho que uma sequência de jogos mais longa poderia ter
ajudado. Em 2009, já mais amadurecido, fui bem nas vezes que entrei e pode
colaborar com a equipe. De toda forma, tudo que passei desde a minha estreia
até a conquista do título nacional em 2009 foi muito importante para que eu
tivesse hoje uma carreira sólida.
PARCERIA COM ADRIANO EM 2009
Tive o
prazer de conviver e jogar ao lado do Adriano e posso dizer que é uma pessoa do
bem. Ajudava os jovens que vinham da base a se adaptar mais rapidamente ao
grupo, motivava a todos com sua alegria, além de ter um coração enorme.
E QUANDO ENCERRAR A CARREIRA?
Eu o
enxergo ainda no meio do futebol, não sei se atuando ou numa outra função.
Espero apenas que esteja desempenhando algo que me permita estar mais próximo
da minha família, já que a carreira de atleta acaba por nos afastar um pouco de
nossos entes queridos.

COMENTÁRIOS: