Convocado, Diego tem ânimo renovado no Flamengo

46
Diego e Neymar na Seleção Brasileira – Foto: Buda Mendes/Getty Images

LANCE:
Mesmo sem estar atravessando o seu melhor momento com a camisa do Flamengo, o
meia Diego, foi lembrado por Tite e está convocado para defender a Seleção
Brasileira nos jogos contra Chile e Bolívia, pelas Eliminatórias da Copa do
Mundo da Rússia de 2018. O camisa 35 falou sobre a fase que está vivendo dentro
do Rubro-Negro e afirmou estar feliz com a temporada que está tendo com seus
companheiros de clube.


Acredito que é difícil comentar. Estamos aqui para jogar, muitos analisam e
opinam, temos que respeitar. Uma coisa é verdade, ninguém alcança os objetivos
por ser bonito ou simpático. O mérito tem que ter, a queda não pode ser brusca,
mas manter um alto nível sempre em uma temporada de 70 ou 80 jogos, com viagens
e tudo mais, analisando o futebol brasileiro, é complicado. A queda de
rendimento acontece, só não pode ser brusca. Estou satisfeito com a temporada
que estamos fazendo – disse Diego.
Por
ser um jogador com um nome de peso e muita expectativa da torcida, algumas
atuações abaixo do esperado geraram alguns comentários de que Diego não estava
em seu melhor momento, mas mesmo assim o camisa 35 conseguiu ser decisivo
marcando gols. Contra o Botafogo, foi dele o gol que colocou o Rubro-Negro na final
da Copa do Brasil.
Tite
foi perguntado sobre a escolha de Diego e afirmou que a experiência do meia
seria fundamental, pois ele não irá sentir o peso de vestir a
“amarelinha”. O camisa 35 falou sobre a declaração do treinador e
garantiu que mesmo que a fase no Flamengo não seja das melhores, jamais irá se
omitir durante as partidas.
– É um
fator importante para jogar na Seleção, a experiência e maturidade te preparam
para agir de forma correta quando estiver lá. O Flamengo me ajuda muito, é um
clube gigantesco, a cobrança é constante jogando aqui. Apesar dos meus 32 anos,
isso vai me lapidando no dia a dia. Independente de estar em evidência ou não,
da equipe estar bem ou não, eu nunca vou me omitir.

COMENTÁRIOS: