Cuéllar diz que reserva no Flamengo foi opção de Reinaldo Rueda

39
Cuéllar – Foto: Reprodução

SITE
OFICIAL DO FLAMENGO
: Todo sacrifício é válido para defender o Manto Sagrado.
Esse foi o caso de Cuéllar, volante que retornou dos deveres com sua seleção
nacional para atuar na primeira partida da grande final da Copa do Brasil.
Diante de um Maracanã lotado, o Mais Querido empatou por 1 a 1 com o Cruzeiro e
contou com a participação do volante colombiano na segunda etapa da partida.

O
volante começou como opção do técnico Reinaldo Rueda para o confronto desta
quinta-feira. Apesar da aparente preocupação com a parte física, Cuéllar
descartou desgaste por conta da viagem e desempenhou seu futebol habitual
durante o tempo que passou em campo, atribuindo a escolha do treinador ao
trabalho feito durante a semana.
“Eu
estava 100% na parte física. O professor optou por outra formação e tenho que
respeitar isso. Não participei dos treinamentos que o time fez para esse jogo,
então achei normal. Acho que a gente fez um grande jogo e quando entrei, dei
meu melhor”, disse o camisa 26.
Com
gol de Lucas Paquetá, a dianteira do placar foi tomada pelo Flamengo. No
entanto, a equipe mineira conseguiu o empate ao fim da segunda etapa. O volante
atribuiu a igualdade no placar à falta de tranquilidade nos instantes decisivos
do jogo.
“Foi
exatamente o que aconteceu na reta final do jogo. Tínhamos que controlar mais o
jogo na parte final e não dar o contra-ataque para o Cruzeiro, que tem um
grande time. Isso está para melhorar agora. Precisamos ganhar o jogo lá e
trazer o título para essa grande torcida”, analisou.
No dia
27 de agosto, no Mineirão, o Mais Querido decidirá o título diante do Cruzeiro,
e o volante colombiano tem na qualidade e na união do grupo a chave para voltar
ao Rio de Janeiro com o título da Copa do Brasil. “Agora tem que sair a
parte forte do grupo, da família que é o Flamengo”, concluiu.

COMENTÁRIOS: