Decisivo, Guerrero é esperança do Flamengo no jogo do ano

32
Guerrero comemorando gol pelo Flamengo – Foto: Buda Mendes/Getty Images

EXTRA
GLOBO
: A volta de Guerrero na finalíssima da Copa do Brasil coloca sobre o
peruano a responsabilidade de ser tão decisivo no Flamengo como foi no
Corinthians, clube no qual fez gol de título mundial. O camisa nove, com maior
salário do elenco, só não é considerado mais essencial do que Everton,
peça-chave no esquema rubro-negro e presença ainda mais aguardada diante do
Cruzeiro.

O
ponta esquerda treinou normalmente ontem, depois de reagir bem ás atividades do
fim de semana, e se mostrou totalmente recuperado de uma série lesão na
panturrilha. O treino de hoje de manhã no Mineirão será o teste final, mas são
boas as chances do “motorzinho” do time estar em campo na decisão de amanhã.
Na
chegada a Belo Horizonte, Everton esboçou semblante leve e confiante. O técnico
Reinaldo Rueda indicou cautela no caso e Guerrero também despistou. O
centroavante lembrou, no entanto, que todo jogador quer estar em uma partida
como essa, o que vale o sacrifício.
– São
jogos que todo jogador quer estar. Eu vejo muita motivação entre os jogadores.
Vejo sangue nos olhos, como dizem – ilustrou Guerrero.
Depois
de ser um dos heróis do título estadual, o centroavante reconheceu que o
Flamengo começou a temporada em busca de todo os títulos, e que a Libertadores
foi uma mancha no currículo. Por isso, tem noção da cobrança por uma conquista
de peso.

Quando se ganha um título você entra para a história do clube. São muitas
coisas em jogo e estamos preparados para isso – prometeu o centroavante.
Em
jogo, um ano que precisa de algo mais para ser considerado de sucesso na Gávea.
Um elenco com folha salarial de mais de R$ 10 milhões, com boa parte dos
jogadores com vencimentos de mais de meio milhão de reais, tem seu valor
colocado á prova em uma competição de mata-mata. É o céu ou o inferno.

Ganhamos o Carioca, saímos da Libertadores. Estamos agora na Sul-Americana.
Estamos brigando pela Copa do Brasil. E tem o Brasileirão. São campeonatos que
um time como o Fla tem de participar e ganhar. É o objetivo do clube em todos
os anos – finalizou Guerrero.

COMENTÁRIOS: